quarta-feira, 26 de março de 2014

Necessidade de interceder

 
Hoje, ao buscar a face do Senhor, senti necessidade de interceder profundamente. Não é de hoje, sei que não existe melhor medida preventiva para lidar com um novo dia; do que buscar em Deus a paz e segurança para lidar com as provas e surpresas que um novo dia sempre oferece. Este princípio é tão patente aos meus olhos; que, muitas vezes, me pergunto: Por que tantos filhos de Deus - conhecedores da Palavra - se contentam apenas com a oração remedial? Ou seja, só se derramam em oração para "chorar o leite derramado". Quantos males poderiam ser evitados e problemas mais facilmente resolvidos, se tão somente orassem com certa antecedência.
 
Enquanto me derramei perante o Pai, senti ser necessário interceder por minha querida família. Já me habituei ao fato de que Satã - em sua tentativa de me atingir por extensão - tenta fazer de minha pequena casa o seu alvo preferencial. Ainda bem que conheço a Fonte do meu sustento e a Rocha do meu socorro. Quando estamos sob ataque, fico a pensar: Quem intentou acusar e maltratar aqueles que Deus tomou para Si e teve paz? É comum em minha vida, buscar a face do Senhor envolto em paz mesclada com dor; sem que eu saiba a causa ou razão da dor, embora saiba a origem da paz. Então, Sua paz me tranquiliza e alenta. Sou feliz por conhecer meu Pai!
 
É sempre bom buscar na Palavra de Deus, os fundamentos para uma vida de oração:
 
"Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto."
(Tiago 5.13-18)
 
E nessa busca, temos o cuidado do Pai, sempre atento ao clamor dos Seus filhos.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário