sábado, 22 de março de 2014

Eu precisava interceder


Hoje, ainda não tinha amanhecido completamente, me recolhi no lugar de oração. Algumas vezes, encontro dificuldade para chegar ao lugar de oração; hoje foi um desses dias. Todavia, consegui chegar com a ajuda do Espírito Santo. Logo percebi a razão maior da dificuldade: É que eu precisava interceder por alguns assuntos inadiáveis! Não é de hoje, tenho observado que a intercessão - dentre todos os itens da oração - é sempre o maior desafio; tanto pelo fato de que desagrada as forças de oposição que perdem liberdade de ação quando intercedemos; como também pela nossa natureza carnal que se indispõe pelo fato de orarmos por aqueles que nos afligem e maltratam.
 
No entanto, consegui me derramar diante do Pai. Aleluia! Sinto prazer em saber que a oração é uma espécie de conector que nos mantém em sintonia com o Deus eterno. E que, em uma das pontas, está o Espírito Santo nos ensinando a orar como convém; e, na outra ponta, está o Senhor Jesus a interceder por nós diante do Pai. Tenho percebido que, para alguns crentes insensíveis quanto à importância vital da oração, a mesma é considerada um problema que precisam resolver; mas que estão sempre adiando para um outro dia. No entanto, o que eles não percebem; é que a oração - longe de ser um problema - é a solução para muitos dos males que tentam nos derrubar.
 
Desde que me entreguei a Jesus; tenho procurado, na medida do possível, por em prática os seus ensinamentos: "Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também." (Lucas 6.27-31). Todavia, tenho percebido que alguns destes estão entre os mais difíceis de ser praticados!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário