quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O que me admira


Nesta manhã, enquanto ainda buscava a face do Senhor; minhas lembranças se voltaram para a noite anterior. Realmente, foi algo grandioso de se ver! Deus agiu do começo ao fim; e todos puderam sentir isso! Foi uma pré-inauguração sob graça e aprovação de Deus. Nunca me surpreendo ao ver o cuidado de Deus sobre os Seus filhos; nem quando o trabalho de um servo de Deus apresenta sinais da proteção e da provisão do Senhor. O que me admira mesmo; é ver homens e mulheres que vivem a proclamar ter sua vida a serviço do Senhor e - ao mesmo tempo - amargando fracasso mesclado com frustrações e queixumes; vendo sua vida, família e ministério em crise constante, beirando o colapso. Na verdade, situação assim não me causa apenas admiração, mas, também preocupação. Aí, penso: "O que restará ao fim de tudo isso?" Ainda bem que Deus está pronto a dar nova chance àqueles que vivem deste modo, perigosamente, sempre tropeçando e murmurando .
 
Enquanto assim pensava; tratei de buscar mais intensamente ao Senhor, pedindo que me ajude a perseverar nos valores da fé, para não cair no caminho; e a manter os fitos em Jesus, para não perder o rumo enquanto ando. Sei muito bem que o mundo em que vivo é temporário; e que seus atrativos são de curta duração, intercalando glória e fracasso. Portanto, não admito dar à minha alma o direito de viver andando em cima do muro ou tentando transitar entre o lado escuro e o lado luminoso da vida. Não mesmo! Procurarei, com a ajuda do Deus sempre presente, agregar honra e dignidade à minha querida família; e também utilizar minha vida e talentos em prol do propósito para o qual Deus me levantou e chamou. Sei muito bem que Deus está comigo em todo o tempo, provendo minha segurança e bem estar. Mas, também preciso estar com Deus e dar provas disso em meu viver diário, resistindo sempre aos ardis de Satã; pois a Bíblia me exorta a ser fiel até a morte.
 
Todos os verdadeiros cristãos sabem que Deus no amou e enviou o Seu Filho unigênito para nos salvar. Entretanto, devemos sempre lembrar que Deus - embora queira nos salvar a qualquer preço - não pretende nos salvar de qualquer jeito: " Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará. Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma." (Hebreus 10.35-39). Solenes advertências existentes nas Escrituras sagradas, exortam a manter nossa integridade moral e espiritual, sem nos embaraçarmos com pecado que tão de perto nos rodeia. Portanto, cabe a nós acatar e por em prática suas advertências!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário