segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Maré de impiedade

Foto: Algumas vezes, penso que a grande maioria dos cristãos - mesmo alguns que conheço e com quem convivo - ainda não entendeu que o tempo da graça se abrevia. É tão preocupante, ver crentes alimentarem sentimento de que tudo irá melhorar; de que os governos da terra irão se render ao Messias; e que, juntamente com esta aparente prosperidade, o paraíso tão sonhado está sendo restabelecido neste mundo (eles nem se apercebem que esta "prosperidade" enganosa só faz aumentar o numero de vítimas de suas promessas enganosas e da geração dos endividados e inadimplentes).

É uma pena que tantos crentes pensem assim; pois isso não corresponde à realidade profética reservada para este mundo à deriva. Infelizmente a ilusão camuflada por ingenuidade, os impede de ver que a intolerância seguida de violência contra os cristãos, recrudesce a olhos vistos - com maior ou menor intensidade - em todos os países do mundo. Inclusive no Brasil, onde novas leis estão sendo forjadas e impostas, com o objetivo de ferir a lei de Deus e a doutrina de Cristo. Se estudarmos melhor a história, vamos ver que este tipo de conduta sempre antecede a violência e o caos.

Não tenho dúvida de que este clima de ódio e intolerância contra Deus, Seu povo e Suas leis, vai ampliar o nível de impiedade e agressividade contra os valores morais e espirituais que pautam as famílias cristãs. Embora ainda vigorem algumas leis que garantem a liberdade de culto e a igualdade entre os homens; não acredito que consigam conter esta maré de impiedade e inversão de valores por muito mais tempo. Até porque, elas já estão sendo violadas por novas leis, hostís; que nem esperam a revogação daquelas que garantem o direito de opinião e as liberdades individuais.

Algumas vezes, penso que a grande maioria dos cristãos - mesmo alguns que conheço e com quem convivo - ainda não entendeu que o tempo da graça se abrevia. É tão preocupante, ver crentes alimentarem sentimento de que tudo irá melhorar; de que os governos da terra irão se render ao Messias; e que, juntamente com esta aparente prosperidade, o paraíso tão sonhado está sendo restabelecido neste mundo (eles nem se apercebem que esta "prosperidade" enganosa só faz aumentar o numero de vítimas de suas promessas enganosas e da geração dos endividados e inadimplentes).
 
É uma pena que tantos crentes pensem assim; pois isso não corresponde à realidade profética reservada para este mundo à deriva. Infelizmente a ilusão camuflada por ingenuidade, os impede de ver que a intolerância seguida de violência contra os cristãos, recrudesce a olhos vistos - com maior ou menor intensidade - em todos os países do mundo. Inclusive no Brasil, onde novas leis estão sendo forjadas e impostas, com o objetivo de ferir a lei de Deus e a doutrina de Cristo. Se estudarmos melhor a história, vamos ver que este tipo de conduta sempre antecede a violência e o caos.
 
Não tenho dúvida de que este clima de ódio e intolerância contra Deus, Seu povo e Suas leis, vai ampliar o nível de impiedade e agressividade contra os valores morais e espirituais que pautam as famílias cristãs. Embora ainda vigorem algumas leis que garantem a liberdade de culto e a igualdade entre os homens; não acredito que consigam conter esta maré de impiedade e inversão de valores por muito mais tempo. Até porque, elas já estão sendo violadas por novas leis, hostís; que nem esperam a revogação daquelas que garantem o direito de opinião e as liberdades individuais.
 
Tenho convicção de que este texto é bem contextual com a nossa realidade:
 
"MAS, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios;"
(1 Tessalonicenses 5.1-6)
 
Portanto, urge que estejamos em oração e vigilância constante!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário