segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Cresce a intolerância


Na antiguidade, um sábio cristão declarou que "a Igreja do Senhor Jesus é como uma bigorna, sobre a qual muitas marretas se quebraram ao longo da história; em sua vã tentativa de destruí-la". Realmente, durante a vigência da presença e missão da Igreja no mundo; ela sofreu toda a sorte de provocação e agressão - de governos e religiões hostis - sem que a fúria do adversário pudesse conter sua caminhada ou calar sua voz. É notável que durante os dois mil anos de sua presença no mundo, força alguma conseguiu deter o avanço da Igreja; nem mesmo aqueles que, infiltrados em seu interior, vem trabalhando contra ela; assim como Judas, símbolo universal de traídor. Assim, o maior testemunho do cuidado de Deus sobre a Igreja de Cristo é sua presença em um mundo que lhe é hostil.
 
E em nossos dias, quando milhões e milhões de crentes no mundo inteiro testemunham da graça e perdão de Deus oferecido ao homem perdido; a situação não é diferente dos dias primitivos. Em alguns países, cristãos têm sido trucidados por causa de sua fé em Jesus e na Bíblia sagrada. O chão de algumas nações, tem sido marcado pelo sangue de missionários martirizados pela sanha assassina dos inimigos da fé cristã. E, mesmo em países mais evoluídos na cultura e na tolerância, cresce a intolerância contra o povo de Deus; sem contar as novas versões dos Judas de nosso tempo, traindo a Igreja do Senhor mediante inserção de costumes que desviam a muitos da doutrina de Cristo Jesus. Como filho de Deus que sou, não sei até que ponto isso vai chegar; todavia, sei como vai terminar.
 
Em certa ocasião, Jesus "interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus." (Mateus 16.13-19). Esta resposta de Pedro extraiu a mais importante revelação acerca do poder presente na vida da Igreja!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário