quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Recursos sobrenaturais


Pai; não é de hoje, tenho notado o quão vulnerável sou em meus pensamentos e sentimentos. Tenho percebido que não há como impedir o fluxo de pensamentos e sentimentos equivocados; algo comum a qualquer ser humano. É como se fosse travada uma constante batalha campal em nosso interior - com curtos intervalos - na qual, Satã procura municiar com recursos impróprios os nossos pensamentos e emoções; visando corromper a finalidade daquilo que fazemos e o curso de nossa própria existência neste mundo. E assim, o único modo de promover a estabilidade e a paz interior é manter os pensamentos e sentimentos indevidos confinados em nosso interior; não permitindo que se manifestem por meio de palavras e ações.
 
Então, Pai; tenho aprendido que é neste tipo de combate interior que costumam surgir pensamentos e sentimentos tais, como: Mágoa, rancor, revolta, cobiça, avareza, sensualidade, paixão proibida e outros afins. E quanto eles conseguem se sobrepor à razão e ao bom senso, chegando a se manifestar por meio de palavras e atitudes; alguém enlouquecido explode uma bomba em algum lugar do mundo, exterminando em sua loucura, seres que nada têm à ver com seus problemas pessoais não resolvidos. E surgem também - entre cristãos - os casos de inimizade e de relações promíscuas; levando, muitas vezes ao ódio e ao adultério; aqueles que se dizem teus filhos; submergindo os mesmos no lodaçal do pecado que conduz à morte.
 
Enfim, Pai; ante tal situação, sinto-me tão feliz por ter descoberto que o Senhor me concede dois recursos sobrenaturais; que, além de anular a vantagem de Satã, me dão meios adequados para me impor neste conflito: A mente e os sentimentos de Cristo! Assim, enquanto que, com a mente de Cristo, posso combater os pensamentos impróprios com as armas da luz e da fé; com os sentimentos de Cristo, eu posso me nutrir do Teu amor e me contrapor aos sentimentos estranhos propostos por Satã. Creio ser este nível de luta interior, um dos itens do "bom combate" ao qual Paulo se refere; pois é o tipo de luta que todo o ser humano vê ser travada em seu íntimo; mas, que, somente com a mente e os sentimentos de Cristo pode prevalecer.
 
Não tenho a menor dúvida de que - para vencermos os conflitos em nosso interior - precisamos aprender com o exemplo de Jesus; como se pode ver nestas recomendações apostólicas: "Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus" (Filipenses 2.3-5). "Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo." (I Coríntios 2.16). Pois, somente com a mente e os sentimentos de Cristo, conseguiremos vencer a nós mesmos. Eu creio nisso!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário