segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Jesus nosso Salvador

 

Nesta manhã, após o meu momento de oração; procurei ouvir de Deus uma palavra que me ajudasse a entender um pouco mais o real alcance da graça salvadora. Enquanto refletia sobre este tão importante assunto, ouvi em meu íntimo que a graça não pode salvar sem a fé; e, que a fé não pode salvar sem Jesus; e, que Jesus não pode salvar sem que haja arrependimento e confissão por parte daquele que deseja ser salvo. Então, mediante a unção do Santo Espírito que nos traz conhecimento; consegui entender um pouco melhor o modo processo por meio do qual a salvação se manifesta; e, ver confirmado em meu coração que, no processo redentor gerado no amor de Deus e manifesto na cruz do Calvário; em uma ponta está a graça do Salvador e na outra, a confissão do pecador.
 
Enquanto o meu espírito procurava assimilar esta revelação tão especial; comecei a pensar na relação entre graça, fé, obra e santificação; e concluí que a graça não dispensa a fé, mediante a qual ela se estabelece; e, que a fé não dispensa as obras, pelas quais os homens glorificarão ao Pai que está no céu; e, que as obras não dispensam a santificação; pela qual veremos a Deus; e, que nenhum destes recursos - juntos ou separados - podem dispensar a Jesus, nosso Salvador! Pois, apenas nEle nós temos a Vida eterna que somente Ele pode dar. Na verdade, Jesus Cristo é o Fundamento e a Cobertura de nossa casa espiritual, sendo Ele o Autor e Consumador da fé. E até mesmo a paz que desfrutamos - bendito selo da justificação pela fé - provém do Senhor Jesus, o Príncipe da Paz!
 
Este é um poderoso testemunho dado no alvorecer da Igreja: "Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo, e vós, anciãos de Israel, Visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo, e do modo como foi curado, Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." (Atos 4.8-12). O qual será vigente em todo o tempo da graça!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário