sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Crescimento e progresso


Este fim-de-semana foi intenso; Maria Célia e eu participamos de três eventos que serviram de bálsamo aos meus olhos e alento ao meu espírito: Na manhã de sábado, a reunião com os obreiros da região metropolitana de Belo Horizonte, no templo da IMW de Palmeiras (pastores comigo, esposas e missionárias com Maria Célia), com participação dinâmica dos SD - Pastor Marcus Ely e Francisco Quesado, juntamente com suas respectivas esposas: Mel Ribeiro e Regina. Na noite de sábado, o culto distrital, envolvendo os distritos de Betim e Contagem, no templo da IMW do Palmares, sob a liderança do Pastor Elcias Borges. Ontem a noite, o culto no templo da IMW do Novo Amazonas, sob a liderança do Pastor Rômulo Vieira. Não tenho duvida em declarar que Deus falou em nosso meio; nos confirmando e mobilizando para um novo tempo. Louvo a Deus por tudo que tem feito entre nós!
 
Enquanto observávamos o desempenho e alegria dos pastores, lideranças locais e wesleyanos em geral - das diversas igrejas e congregações dos três distritos wesleyanos da "Grande BH"; recordávamos dos dias que se sucederam à nossa chegada, para nossa nova missão à frente da 2ª Região. Dá para perceber as profundas transformações ocorridas, em todos os níveis de comparação. Deus tem agido com graça e unção na vida dos pastores e igrejas aqui da região metropolitana de BH. Não digo que não haja um e outro foco de acomodação e conformismo; pois é raro haver uma regra sem sua exceção. Todavia, é notório o agir de Deus e a resposta positiva do povo wesleyano por aqui; em unidade crescente e adesão à mobilização para os ministérios que são "menina dos olhos" da administração regional: GCEU, ESPAM, ESCOMIW, "Retiro do Coração Abrasado" e "Desperta Débora". Glória a Jesus por tudo!
 
Assim que iniciei minha carreira ministerial, comecei a perceber que precisava exercer um pastorado de qualidade; com um olho na igreja sob os meus cuidados pastorais e o outro nos relatos sobre o modo de ser e de frutificar da Igreja primitiva. E, já em meus primeiros anos como pastor, este texto de Atos, sempre mereceu da minha parte cuidadosa atenção e profunda reflexão: "Assim, pois, as igrejas em toda a Judéia, e Galiléia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e consolação do Espírito Santo." (Atos 9.31). Não sei se conseguiria transmitir tudo o que aprendi neste texto; mas, graças a esta narrativa, sempre acreditei que uma comunidade cristã investida do temor do Senhor e da consolação do Espírito Santo, logo se torna referência de PAZ, UNIDADE E EDIFICAÇÃO; e, deste modo, se torna capaz de alavancar o crescimento e o progresso da Igreja.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário