segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Acidente na BR 040


Pois é, queridos irmãos e amigos; o dia 30/10/2013 será inesquecível para nós. O breve relato de minha filha Daniela - entre duplas aspas - diz quase tudo acerca do que aconteceu conosco, ontem por volta do meio-dia. Naquele momento, minha mente relembrou a cena de 2005, em um trecho conhecido como "curva do facão", próximo à cidade de Cáceres, no Mato Grosso; quando um caminhão na contramão quase pôs fim à nossa vida, lançando-nos fora da pista e destruindo nosso carro. Naquele acidente - além de Daniela - Maria Célia também estava no carro. Mas, o importante mesmo é que, em ambos os casos, o Senhor esteve conosco - com mão forte e braço estendido - nos livrando da morte; ou, de graves ferimentos. Deus é fiel! Vale a pena confiar nEle e andar em Sua companhia!

""Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação. O nosso Deus é o Deus libertador; com Deus, o Senhor, está o escaparmos da morte. (Salmos 68:19-20). Hoje, por volta de meio dia e meia, eu e meu pai sofremos um acidente terrível, que poderia nos ter levado para outro lado. Capotamos o carro na BR 040, na altura de Três Rios. Saímos do carro, que estava virado com as 4 rodas pra cima, com a ajuda de dois policiais rodoviários que estavam estacionados do outro lado da pista, ligando para a concessionária para providenciar a interdição pois havia muito óleo derramado, provavelmente por algum caminhão. Eles haviam sido notificados que uma moto havia acabado de rodar no local, e um carro também. Nada aconteceu nesses casos, mas conosco foi desastroso. Rodopio, batida e capotagem. Os policiais estavam até emocionados, pois disseram que em 8 anos de serviço, nunca haviam visto um acidente desses ao vivo. Graças a Deus, eles estavam lá pra nos tirar do carro pois estávamos presos la com as portas travadas, de cabeça pra baixo. A fumaça era muito forte e o receio era o carro incendiar conosco la dentro.
 
 
São tantos livramentos que envolvem esse acidente, que nem dou conta de detalhar agora. Se eu mostrasse foto do carro, provavelmente muitos se assustariam. Mas estamos aqui, bem, salvos, livres, pela potente mão do Nosso Deus fiel! Ninguém se preocupe! Estamos bem! Essa primeira foto acabamos de tirar, pois chegamos agora em casa. As outras foram tiradas pelos paramédicos na sala de traumas do hospital. ESSE É O DEUS DOS DEUSES, MEU IRMÃO!
 
 
Foi desse carro que eu e meu pai saímos, completamente ilesos, anteontem. Nem um corte, nem um osso quebrado! A policia nos tirou por essa porta traseira onde esta a cadeirinha vermelha. Eles puxaram a cadeirinha da minha filha pra nós podermos sair. Tem mais milagres que Deus fez... Minha filha iria conosco a Juiz de Fora, mas na ultima hora resolvi não levá-la.

Outro testemunho que também precisamos contar é que na ambulância, um dos paramédicos que nos atenderam, estava sentado atrás de mim e de repente fala conosco: "eu estou aqui falando com vocês mas não sei como, se vocês soubessem como está minha vida, minha vida está destruída, eu acabei com a minha família". E dali ele começou a contar o que tinha acontecido. Eu e meu pai estávamos completamente imobilizados e olhando pro teto, porque nem a cabeça podíamos virar; mas estávamos ouvindo a tragédia familiar do socorrista e aconselhando-o. Aquele rapaz não sabia quem meu pai era, que nós éramos servos de Deus, mas estava ali aliviando sua aflição. Meu pai disse que iria orar por ele e ele anotou os nomes dele e de sua esposa no papel e colocou no bolso do meu pai. Depois ele continuou conosco no hospital por mais de uma hora e nós não dissemos quem meu pai era, apenas que éramos servos do Senhor. Quando ele saiu eu disse ao meu pai: Esse rapaz não sabe porque está nos contando essas coisas, mas nós sabemos. Somos embaixadores do Reino de Deus na terra, precisamos servir mesmo nessa situação. Desde então meu pai tem orado por aquela família..."" By Daniela Calegari
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário