terça-feira, 29 de outubro de 2013

Riqueza incalculável


Já tenho dito, inúmeras vezes, que o meu lugar de oração é flexível; e que não preciso de um lugar específico para estar na presença de Deus (se eu não dizer isso de modo textual; fi-lo de modo implícito). Nesta madrugada, o assento de um ônibus no eixo Rio/S. Paulo foi o meu lugar de oração; e, mesmo com as limitações próprias de um lugar como este, pude buscar a face do Pai e sentir segurança e paz, enquanto nos aproximávamos de São Paulo. Quanto às minhas postagens; não preciso de um lugar confortável para postar uma palavra da parte de Deus. É o que estou fazendo agora, "montado" em um banco de madeira; tendo um apoio de malas por mesa, no portão "A" de desembarque do terminal rodoviário Tiete. Dentro de meia-hora deve chegar a pessoa que vem me buscar, para me levar ao "Monte Hermon", em Atibaia. Enquanto aguardo, escrevo; sentindo a presença do Espírito em meu espírito e unção em minha vida. Assim, tenho como ocupar meu tempo de modo saudável.
 
Enquanto olho ao lado, observando a multidão que anda - de um para outro lado - fico a pensar em quantas vezes fiz a mesma coisa - sem direção na vida - buscando um ponto fixo previamente traçado; todavia, sem um roteiro que me levasse a Deus. Não conheço palavras suficientes que me ajudem a exprimir o quanto sou grato à Deus por tudo o que tenho; e, até, por coisas que não tenho. Confesso que não me sinto satisfeito comigo mesmo... Todavia, eu me sinto satisfeito com Deus; tanto por tudo o que Ele me concede; como, também, por tudo o que Ele me nega. Afinal de contas, reclamar de que? Ou me ufanar por que razão? Mesmo não sendo dono de nada... Tenho consciência de que possuo tudo! Tenho aprendido na Bíblia, que, para possuirmos alguma coisa, não temos que ter - necessariamente - sua posse. Portanto, tenho riquezas por direito; tenho amigos por direito; tenho família por direito... Tudo isso - riqueza incalculável - tenho comigo por ter Jesus como Senhor, de direito e de fato!

Já são quase seis horas da manhã (cheguei a uma hora atrás); creio que o meu condutor deve estar por aí, à minha procura; tentando me encontrar em meio à multidão que se move em todas as direções. No entanto, não posso deixar de citar este texto: "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." (Romanos 8.37); pois nele reside a razão da nossa plena vitória: o amor de Deus! Não é de hoje que tentam "comprar" a consciência e virtude dos homens de Deus. Leiam este texto: "E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo, lhes ofereceu dinheiro, Dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo. Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro. Tu não tens parte nem sorte nesta palavra, porque o teu coração não é reto diante de Deus." (Atos 8.18-21). Ele não sabia que unção de Deus não tem preço!

Cordialmente;
Bispo Calegari
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário