quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Ainda bem


Quando em Brasília - ainda bem cedo, embora bem cansado - levantei-me sem muita disposição, para buscar a face do Senhor. Arrazoei comigo mesmo: "Em dias assim, parece ser mais lógico, dormir um pouco mais; espreguiçar um pouco mais; rolar na cama um pouco mais..." Ainda bem que tenho a mente de Cristo e a unção do Santo Espírito; pois, caso contrário, a razão teria prevalecido e a oração teria sido descartada. Louvo a Deus por Seu cuidado para comigo. E o melhor de tudo é a convicção que tenho, de que nada há em mim que justifique tanto amor do Pai; a não ser a graça que se revelou através de Jesus, meu eterno Salvador. Em momentos assim, procuro demonstrar minha gratidão ao Senhor; tanto pelo dia, como pela paz que sinto; enfim... Por todas as coisas, mesmo aquelas que não entendo!
 
Ainda prostrado em oração, agradeci ao Pai por Sua misericórdia para comigo e para com o Seu povo que esteve reunido no templo da IMW de Brazlândia. Cheguei a pensar que não conseguiria pregar. Sentindo forte indisposição física, deixei o Pastor Sidenilson Alvino Pereira de sobreaviso, para o caso de ter que me substituir na tribuna. No entanto, Na justa medida em que o culto distrital seguia o seu curso; eu orava ao Senhor, pedindo que Sua vontade fosse feita; e que se não houvesse em mim a unção para pregar, que Ele me mantivesse em silêncio naquele lugar. Então, ouvi a voz do Espírito em meu íntimo, dizendo que eu pregaria e me dando a essência da Palavra: "A Bíblia, a oração e o Espírito Santo". Como louvei a Deus naquela hora! Logo após o culto, os resultados confirmaram meu regozijo!
 
É muito bom podermos depositar confiança plena, nas Escrituras e na unção do Espírito Santo; pois só assim, podemos viver uma vida pautada na vontade de Deus. Precisamos da Palavra de Deus, para fundamentar o nosso ministério; e da presença do Espírito para o perfeito entendimento das Escrituras. Não é de hoje que sinto fascinação por este texto: "E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém." (Marcos 16.20). Eu sempre acreditei que - para que a pregação surta o efeito desejado - precisamos praticar estes três princípios: A mente fixada na Palavra, os joelhos dobrados em oração e o coração cheio do Espírito Santo. O crente que fizer estas três coisas, terá uma vida vitoriosa.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário