sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Projetos e decisões


Enquanto eu estava buscando de Deus uma palavra para postar, me dei conta das muitas ocasiões, em que o Espírito nos leva a refletir um pouco mais sobre projetos e decisões que escolhemos para por em execução, tanto em nossa vida, como na família e até na igreja. Quando isso acontece, não devemos procurar condicionar a voz de Deus ao desejo humano do nosso coração; pois, naquele instante, a voz do coração deve ficar em segundo plano; mesmo que, a nosso juízo, ela seja muito importante. Por experiência própria, posso testemunhar do quanto fui ajudado por Deus; pelo simples fato de não cristalizar projetos e decisões, antes de dar MESMO ouvidos à voz do Espírito Santo quanto ao assunto. Sei que, à primeira vista, isso parece ser algo bem simples e fácil de se fazer... Todavia, ao longo e minha vida, tenho percebido que nunca é fácil dar ouvidos a Deus!
 
Também pensei na importância dos projetos e decisões respaldados na vontade de Deus. Maria Célia & eu retornamos ontem de Muriaé, depois de um fim de semana intenso (no sábado, ministrei a tarde no CEFORTE e a noite no Culto Distrital; no domingo, preguei na ceia da IMW Central, no batismo da IMW Barra e no culto da IMW de S. Cristóvão). Em meio aos resultados, fiquei a pensar que, quando assumimos a 2ª Região em 2008, o universo de wesleyanos em Muriaé era cerca de 600 irmãos distribuídos nas duas igrejas existentes; e hoje, mediante a interação com a visão regional, somam cerca de 1.500 os membros e congregados distribuídos nas sete igrejas. Estou convencido de que o avanço da obra está ligado ao entrosamento do trabalho que está sendo feito com as diretrizes regionais; pois, a sincronia entre a liderança e os liderados facilita o agir de Deus em Sua Igreja.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário