sábado, 24 de agosto de 2013

Decisão do salmista Davi


Hoje, fui levado a refletir sobre um texto bem oportuno para a realidade que se vive nos dias de hoje. Enquanto eu orava, o Espírito trouxe ao meu espírito a decisão do Salmista Davi expressa neste texto: "Cantarei a misericórdia e o juízo; a ti, SENHOR, cantarei. Portar-me-ei com inteligência no caminho reto. Quando virás a mim? Andarei em minha casa com um coração sincero. Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim." (Salmo 101.1-3). Nele, pude ver quatro atitudes deste homem de Deus: 1) Ele decidiu proceder com inteligência; 2) Ele decidiu manter coração sincero em sua casa; 3) Ele decidiu tirar de diante dos olhos as coisas más; 4) Ele decidiu odiar as obras retrógradas (não os retrógrados). Então, fiquei a pensar...
 
Vivemos um tempo de insanidade crescente; que inibe o diálogo e compromete a reflexão. E com isso, a inteligência espiritual fica comprometida. Este é também um tempo em que a falta de sinceridade e de transparência no lar, se constitui em uma das principais causas do enfraquecimento e da fragmentação da própria família. E cresce a indústria do entretenimento - para todos os gostos e ocasiões - como se diversão fosse a "razão de ser" das pessoas neste mundo. E nesta onda de diversão ao acance de todos, surgem coisas más, como as drogas e a pornografia - a meu ver, os maiores flagelos deste século - causa maior do drama da família; destruindo casamentos e jovens. Então precisamos nos firmar em Jesus, para poder pregar salvação ao pecador, sem pactuar com as suas obras más!
 
Enfim, nos dias em que estamos vivendo, precisamos cultivar nossos princípios bíblicos, meditando em textos como este que indico: "PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." (Hebreus 12.1-2). Os cristãos, ao longo da história, sempre conviveram com gerações subjugadas pelo domínio do pecado; todavia, os verdadeiros filhos de Deus precisam saber como viver neste mundo, sem se deixar confundir ou contaminar pelo pecado que nos rodeia.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário