quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Conformação e cumplicidade


Hoje pela manhã, meus pensamentos se voltaram para a nossa condição de cristãos, vivendo em um mundo que se distancia mais e mais dos princípios da Palavra de Deus. E não é difícil ao verdadeiro crente, perceber o estado de descompasso e decadência em que este mundo vive. E isso não se refere apenas ao nosso País; pois, os demais países da Terra seguem na mesma direção - uns mais, outros menos ousados - como se estivessem girando em um funil a puxá-los para o inevitável fim que se aproxima. Pena que muitos bons crentes não percebem isso. Mas este estado não é novidade!
 
Todavia, o que me impressiona é o estado de conformação e cumplicidade de igrejas que se autoproclamam cristãs, com este estado ruim em meio ao qual vivemos. E assim, no canteiro da existência, as sementes do pecado e da iniquidade germinam e crescem por toda parte; influindo perigosamente na conduta de instituições, famílias e indivíduos. E cresce o número de cristãos favoráveis à práticas como aborto, relacionamento homo-afetivo, divórcio por motivo fútil; e, cresce o número dos crentes que se colocam a favor de prazeres de mau gosto e esportes violentos.
 
Nos dias de hoje, é assustadora e crescente a ascensão de "Laodicéia" e o enfraquecimento de "Filadélfia" (termos representativos de dois segmentos evangélicos do tempo do fim). Enquanto de um lado, uma Igreja que se autoproclama determinante e próspera, promove a adoção de práticas e conceitos fora dos padrões do genuíno evangelho; do outro lado, uma Igreja que decidiu não se vender a este sistema voraz, vai sendo injustamente atacada pelos que se julgam donos da verdade. Segundo a "parábola das dez virgens", uma delas vai subir com o noivo e a outra vai ficar por aqui.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário