segunda-feira, 29 de julho de 2013

Misto de dor e prazer

 
Pai, hoje procurei estar bem cedo no lugar de oração, devido à longa viagem que Maria Célia Calegari & eu precisamos fazer. No entanto, o meu espírito deixou de se preocupar com a viagem, para se derramar em gratidão. Sim, meu amado Senhor: Gratidão! É que não consigo deixar de derramar lágrimas em profusão ao me dar conta de que Tu, sendo Quem és, me aceitas em Tua presença; mesmo sabendo quem sou. Meu Deus; ainda que me descartasses do céu... O teu amor e cuidado tem feito tanto em meu favor; que, considero razão suficiente para eu ser grato a Ti por toda a eternidade... Mesmo que - por um direito que somente a Ti pertence - eu não viesse a ser aceito em Teu glorioso Reino.

A verdade é que eu não consigo conter nem entender a minha alegria. É uma misto de dor e prazer... Dor por eu saber que vivo entre pessoas bem melhores do que eu; e, no entanto, me separaste para ser Teu. E prazer por saber que, a despeito de minha insignificância, sou Teu filho e Teu servo. Sou grato a Ti por minha querida esposa e por meus queridos filhos, noras, genro e netos. Vejo Tua mão agir constantemente em suas vidas. O que mais pode um ser como eu esperar além disso? No entanto, me cercaste de amigos e irmãos que enriquecem e alegram a minha vida! Ainda que eu passasse todo o resto de vida que ainda tenho, de joelhos, não conseguiria ser grato o bastante... Obrigado, Senhor!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário