domingo, 21 de julho de 2013

Meu pequeno ser se deleita

 
Pai, sou tão grato por encontrar um lugar onde posso estender o meu lugar de oração. Preciso te agradecer por aqueles que Tu colocaste ao meu lado neste ministério; obreiros que não medem esforços, na disposição de cumprir o Teu propósito. Eu te exalto pelo descanso da noite e pelo raiar do novo dia. Realmente... Não posso me conter, ao pensar no intenso brilho do sol e no reflexo da lua; e... O que dizer dos sinais luminosos emitidos pela estrelas na vastidão do firmamento?! Como sinto deleite e fascinação, quando vejo a magnitude do Teu amor e do Teu poder em tudo isso, Pai! Me deslumbra saber que Tua voz percorre, veloz, todos os cantos e recantos deste universo em expansão. Aleluia!
 
Sinto um mix de temor e prazer, enquanto me recordo do cuidado que Tens tido para com os meus. E sei muito bem que enquanto a noite e o dia intercalarem o seu ciclo de existência; o frio e o calor emitirem os seus raios em minha própria pele; as lágrima e o sorriso se revezarem em meu rosto... Isso significa que o ciclo da vida se prolonga e o meu pequeno ser se deleita em meio a esta esplêndida sinfonia. E me dou conta de que - sendo minha casa tão pequena - Tu me brindaste com o dom de ouvir Tua voz e perceber Teu agir. O que posso eu querer além disso, amado Pai?! Se não sou o mais feliz dos homens, tenho consciência de que estou entre os mais felizes habitantes deste belo e sofrido planeta! Aleluia!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário