sábado, 6 de julho de 2013

Honra de ser perdoado


A dias atrás, estendido no lugar de oração, senti desejo de agradecer a Deus pela grandeza do Seu perdão. Fiz isto por sentir o quanto o perdão de Deus foi importante em minha vida; para que eu pudesse me tornar neste homem em que me tornei. E mesmo sem poder medir o amor de Deus, estou consciente do quanto ele é grandioso ao ponto de conceder perdão ao pecador inveterado. Então, transpirando gratidão, agradeci ao Senhor por ter sido anistiado por Seu perdão ao ser salvo; pois, somente Deus, em Seu Filho Jesus, poderia mudar a minha condição de pecador perdido para pecador absolvido.
 
Enquanto eu orava, lembrei-me do culto de "Ceia da Unidade" realizado pelas igrejas do Distrito de Belo Horizonte (no sábado anterior, na IMW do Palmeiras) sob a direção do SD Pastor Marcus Ely Ribeiro. Maria Célia Calegari & eu fomos homenageados e presenteados, em nome de todos os pastores ali presentes, pelo Dia do Pastor Wesleyano; e em seguida, preguei sobre "Unidade" (Efésios 4.1-16); destacando a importância deste quesito para o crescimento da igreja em todos os sentidos. No entanto, faltou dizer que a unidade é um estado de comunhão somente possível onde houver perdão.
 
Em determinado momento, interrompi a oração para pensar na honra de ser perdoado pelo próprio Deus. Não pude deixar de pensar em meu passado... No quanto fui rebelde e desastrado. Graças a Deus que, ainda bem jovem, pude entender - pela pregação - o meu real estado (infelizmente alguns não se apercebem do estado de rebeldia em que vivem, vivendo de aparência). Então, isso foi suficiente para que eu me rendesse ao Deus eterno que me deu nova vida em Cristo Jesus. Foi quando o meu estado espiritual passou por milagrosa transformação: De pecador inveterado para pecador restaurado!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário