sexta-feira, 7 de junho de 2013

Entre um filho e seu Pai


Quem lê e comenta as mensagens e orações que posto, nem de longe imagina aquilo que o meu espírito sente quando me debruço no lugar de oração para buscar a presença do Pai celestial. E hoje não foi diferente! Sei que os sentimentos jamais poderão traduzir na íntegra, aquilo que se passa no íntimo de alguém que ora; tampouco, a razão... Nem mesmo a espiritualidade. E por mais que estas três esferas de influência do pensamento e da conduta humana, sejam depuradas dos resquícios da impureza e da maldade; elas jamais serão capazes de interpretar plenamente a rendição do homem e o agir de Deus na vida daqueles que se encontram no lugar de oração. Glória a Deus!
 
Portanto, quem lê e comenta as mensagens e orações que posto; precisa buscar entender aquilo que se passa, quando buscamos a Deus em espírito e em verdade. É que não se trata apenas de orar e falar com Deus; buscando coisas ou se queixando de lutas e dores. Vai muito além disso! Creio ser muito importante os crentes saberem que o grande prazer desfrutado no lugar de oração, não é dar ou receber coisas... Não mesmo! Sei muito bem que dar e receber coisas de Deus é muito importante; mas... Estou falando de colóquio cordial e amoroso entre um filho e seu Pai. E eu tenho razões para afirmar que não existe prazer algum neste mundo que supere este prazer! Aleluia!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário