sexta-feira, 31 de maio de 2013

Luz da eternidade


Nesta manhã, mais uma vez, pude ver o sol nascer. É uma experiência reconfortante! É bom ver a escuridão da noite se transformar em penumbra; e esta, dar lugar à luz do dia, que desponta no horizonte e vai se impondo sobre montanhas e vales. E, pela graça de Deus, consigo ver tudo isso do lugar onde me encontro; um espetáculo de luz e cor, que a natureza comodista e a tendência sedentária podem nos privar de perceber. Como é bom saber que o sol sempre aparece - mesmo após alguma demora causada por mal tempo - para dar o "ar da graça"; trazendo luz e calor aos pequenos mortais como eu. E mesmo quando ele não se torna visível, eu sei que ele está ali - em um ponto fixo - enquanto a terra segue o seu bailado em volta dele. Que bênção! Suas chamas deslumbram e aquecem o planeta no qual habitamos!
 
Todavia, ao olhar o horizonte, eu não estava pensando neste sol. Ou melhor: Eu estava procurando tirar lições para minha vida, enquanto contemplava o nascer do sol. Na verdade, meu pensamento percorria o sentido oposto da luz solar. Em uma velocidade superior a da luz, meu pensamento chegava a um ponto distante - bem mais do que o sol - para se fixar no Sol da Justiça. Enquanto eu pensava em tamanha grandeza, o meu espírito sentia conforto. Sim! O conforto de saber que aquela Luz - cujo brilho supera o próprio sol - está a caminho. E, tal e qual a luz do sol, ela dispersará as trevas que nos golpeiam e tentam nos transformar em noite. Trevas que procuram impedir o acesso à Verdade que conduz à Vida Eterna. Sei o quanto o terror que dissemina tem vitimado incontáveis pessoas, promovendo caos no mundo.
 
Mas a Luz do mundo - por mais que pareça demorar - sempre vem em socorro daqueles que nela esperam e que por ela resistem. Ela pode também ser chamada de Luz da eternidade; pois é antes de todas as coisas criadas e o seu brilho ultrapassa o infinito. Olho para o céu e sou convencido de que o mal tempo - por mais que se prolongue - não irá impedir a manifestação da Luz divina. E quando ela se revelar em todo o seu brilho; os que a esperam, verão que valeu a pena esperar; e os que a rejeitam, verão que poderiam ter tido melhor destino; se tivessem deixado as trevas e se apegado à Luz Eterna. Lamento que muitos - mesmo dentre os que dizem conhecer esta Luz - não consigam se deslumbrar com sua rara beleza. Ah... Ia me esquecendo de dizer que esta Luz e viva e tem nome: Seu nome é Jesus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário