quarta-feira, 22 de maio de 2013

Cuidado necessário e bíblico


Pai, nesta manhã pude chegar ao lugar de oração bem antes do sol começar a nascer. Tu sabes a razão porque eu já comecei a orar em pranto. Sei que, muitas vezes, o pranto permeia a oração que fazemos; mas, começar a orar em pranto... Não sei explicar! No entanto, sinto-me bem por estar em Tua presença: Único lugar em que sinto perfeita liberdade. Enquanto começo a orar, percebo que devo interceder por alguns homens. Sei muito bem que a perseguição ao Teu povo sempre existiu; mas percebo que ela está aumentando de intensidade a cada dia. Sinto profundo desejo de orar pelos seguintes homens: Apostolo Valdemiro Santiago; Missionário RR Soares; Bispo Robson Rodovalho; Pastor Silas Malafaia; Pastor Márcio Valadão; Pastor Marcos Pereira... E quero - orando por estes homens - estender a minha intercessão a outros pastores expostos. Sei que a espírito de perseguição procura atingir primeiro aqueles que estão em eminência; enquanto tenta distrair a atenção dos de menor vulto.
 
Tenho aprendido no lugar de oração, que, quanto mais em evidência no Teu reino; tanto maior o risco que corremos neste mundo. Sei muito bem que não existe homem perfeito; pois, não há homem que não peque. Sei também que, muitas vezes, somos levados nesta vida a fazer concessões perigosas - pensando estar agindo corretamente - podendo com isso, abrir brechas em nossas vidas; brechas que Satã procurará utilizar para introduzir sentimentos e conceitos que podem nos enfraquecer, até ao ponto de nos destruir. Sinto que preciso me cuidar e me preservar; todavia, sinto que o meu cuidado comigo mesmo não é suficiente, embora necessário e bíblico. Sei da existência de pessoas que cuidam muito bem de mim; orando sempre em meu favor. No entanto, estou ciente de que cuidado algum será maior do que aquele que recebo de Ti, através da presença e unção do Teu Espírito que me contempla e me conduz na vida. Nós - homens que levantaste - precisamos tanto de Ti, Senhor meu!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário