quinta-feira, 23 de maio de 2013

Ambiente insalubre


Hoje de manhã, enquanto eu orava, fui levado a pensar no Pastor Marcos Pereira; que foi preso no Rio de Janeiro - com sua imagem exposta na grande mídia - acusado por atos criminosos a ele atribuídos. Não sei o que dizer... Pois, uma das coisas que decidi nesta vida; é não ser juiz de ocasião e de plantão, pronto a criticar ou julgar a este ou aquele por atos supostamente praticados. Graças a Deus, aprendi duas coisas bem cedo: 1. Aprendi que devo manter-me a uma distância segura daqueles que vivem nos extremos da vida - mesmo que os tais demonstrem uma grande fé em Deus - sempre a comungar com pessoas de testemunho confuso; ou a andar sempre em companhia de pessoas de vida inconsequente. 2. Aprendi também que somente Deus conhece a verdade por trás das acusações sofridas. Entristeço-me quando uma pessoa acusada tem contra si - além de uma natureza confusa - antecedentes que não lhe favorecem em hora tão difícil. Todavia, somente Deus conhece a verdade como ela é!
 
Devido a função que exerço a mais de vinte anos; tenho o dever de lidar com pastores. Portanto, investido desta unção que recebi; me vejo na obrigação de alertar, motivar e advertir os pastores da região eclesiástica que presido. E procuro estar o mais próximo deles, tentando entender a extensão de suas lutas e conflitos. Em alguns casos, tento alertar aqueles obreiros que - no afã de ajudar as pessoas - se aproximam em demasia das práticas daquele que estão tentando ajudar. Nesses casos, procuro lhes mostrar que todo o cuidado é pouco, face aos riscos da missão de um pastor. As vezes, percebo que alguns pastores se sentem incomodados comigo; resmungando que sabem se cuidar. Todavia, o que nem sempre sabem é que, algumas vezes, ao nos aproximarmos em demasia do ambiente insalubre em que alguns se encontram presos; podemos ser induzidos por Satã a ir em frente... Com o argumento impreciso de que toda ação se justifica, quando nos propomos a ajudar alguém em perigo.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário