terça-feira, 23 de abril de 2013

Proveito nas injúrias


Em um destes dias, ao me levantar do lugar de oração,  fui convencido pelo Espírito, de que este é o melhor lugar para cairmos prostrados. Nele, podemos estar a sós com Deus; falando e ouvindo a Sua doce voz. Todavia, tenho uma razão especial para me regozijar por ter estado com o Pai nesta manhã: Deus atendeu ao meu clamor e me deu graça para orar intensamente em favor de pessoas que me injuriam. Intercedi por quatro famílias que têm sido como vergasta desferindo golpes sobre minhas costas. No entanto, percebi que fui capaz de orar e chorar por eles. Intercedi por seus filhos, até sentir que Deus ouviu minhas orações. Sei o quanto eles vão necessitar do cuidado do Senhor nos dias vindouros; e preciso estar em oração por suas vidas. Por isso me dispus a ser um de seus intercessores.
 
 Ao longo de minha vida, aprendi a tomar uma atitude: Sempre que eu percebo um sentimento de insatisfação e revolta tentar conduzir minhas atitudes e reações - comprometendo minha vida espiritual - especialmente quando me sinto prejudicado por alguém; procuro então meditar em uma frase que ouvi a muitos anos atrás: "Sê como o sândalo, que perfuma o machado que o fere." E eu posso testemunhar: Sempre que algo assim me acontece, esta frase que aprendi a tanto tempo salta ante os meus olhos e me capacita a silenciar sentimentos contrários que tentam me controlar.
 
Mas... É bom que se diga que não faço isto por ter natureza boa (talvez eles até tenham motivos em seu modo de tentar me afligir). Faço questão de ser assim, porque aprendi com o Senhor a alimentar o meu inimigo: "Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber..." (Rom. 12.20). Também aprendi com Ele a orar pelos que me maltratam: "Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;" (Mat. 5.44). Sinto proveito até nas injúrias que sofro; pois a Bíblia diz que "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa." (Mat. 5.11).
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário