terça-feira, 16 de abril de 2013

Mundo corrompido e condenado


Tenho pensado nestes dias de sombras escuras em que vivemos... Dias em que cenas se misturam e as coisas se confundem aos nossos olhos. Não há como um cristão de verdade não se preocupar com estes dias; em que muitos legisladores, magistrados e governantes - movidos pelo que afirmam ser defesa de minorias - mudam leis basilares e violam abertamente a constituição equilibrada que já garante os direitos fundamentais de cada um. E assim, a pretexto de defender os desvalidos, desprezam e constrangem os que desejam viver e trabalhar honestamente, pelos seus filhos e netos. Já existem até países que, infectados pelo germe da intolerância, toleram o assassínio de cristãos por motivos religiosos. Realmente... Vivemos dias de anarquia.
 
E por aqui, os crentes em Cristo já estão sendo apontados pelos mais atrevidos, como causadores do desrespeito aos direitos de alguns; e até mesmo pelas injustiças praticadas por aí. E, além de tudo, algumas lideranças cristãs tentam nos convencer de que o fato de termos alguns cristãos no Congresso Nacional será capaz de nos garantir o que tentam nos subtrair... Mas, e a função de "sal & luz" que os tais representantes evangélicos precisam exercer, como fica? Como já tenho afirmado: Não sou juiz de ninguém; nem mesmo de mim. No entanto, a leviandade de alguns aflige o nosso senso de justiça. É como se vivêssemos nos tempos do senado e do império romano... Sorte não termos ainda o Coliseu! Serão estes os dias maus descritos na Bíblia?
 
A Palavra de Deus sempre nos alertou quanto ao fato de que "todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições." (II Tim. 3.12). Na verdade, precisamos compreender muito bem o propósito de Deus; para então entender este tempo em que vivemos... Para não sermos vítimas de seus ardis e de sua loucura. No entanto, temos a nosso favor o testemunho das Escrituras Sagradas; que nos encorajam, declarando que "em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." (Rom. 8.37). Deste modo, se procurarmos nos fortalecer em Deus - evitando amizade com este mundo corrompido e condenado - conseguiremos suportar as aflições do mundo e as afrontas daqueles que nos odeiam. Glória a Deus para sempre!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário