sábado, 27 de abril de 2013

Irmã Delza viajou

Irmã Delza muitos anos atrás
 
É com grande pesar que comunico aos nossos irmãos e amigos, o falecimento de minha querida sogra, mãe, irmã e amiga DELZA LIMA ARAUJO. Ela era viúva do saudoso Pastor Moacir sobral de Araujo, com quem serviu ao Senhor com admirável dedicação. Morreu aos 88 anos, após ter vivido plenamente uma vida ativa e abnegada.
 
Mãe e filha em amoroso abraço
 
Ela foi mãe de dez filhos vivos: Mário, Marly, Maria Celia, Miriam, Miguel, Marcus, Maristela, Márcio, Murilo e Mônica. Seus genros e noras: Iran, este que escreve, Marilda, João Batista, Tânia, Hallisson e Tayrone. Seus netos: Tiago, Catia, Sebastião, Elizeu, Ezequiel, Daniela, Shamus, Mary, Camila, Rafael, Tamara, Vinicius, Felipe, Gabriel, Beatriz, Carolina, Lucas, Heitor, Julia e Aline.
 
Ao partir para o Senhor, a irmã Delza deixa enlutados e saudosos os seus filhos, genros, noras e netos; e também, uma legião de irmãos que sempre a admiraram; pois, o seu ministério nas IMW de Nilópolis, Olinda, Rocha Miranda, Jardim América e Olaria, fez com que se ligasse a inúmeros amigos e irmãos. O seu testemunho cristão e sua viva fé no Senhor Jesus, servem de referência e inspiração.
 
Quatro gerações em uma mesma foto: Delza, Célia, Daniela e Beatriz
 
Na condiçao de Bispo da Igreja Metodista Wesleyana, deixo registrado o agradecimento - meu e de toda a família - à Missionária Lúcia, que esteve conosco; representando seu esposo e Presidente da IMW, Bispo Elisiário; ao querido Pastor Vitor Claveland, SD do Distrito de Petrópolis; que deu suporte e orientação em momento tão difícil; ao Pastor Joedir, SD do Distrito do Itamarati; que se pôs a nossa disposição; e ao Pastor Jorge, titular da IMW do Morin; que cedeu as instalações da igreja e deu suporte com oficiais locais e lanches para todos os presentes. Também agradeço aos pastores, missonárias e irmãos que estiveram conosco durante o tempo em que o seu corpo foi velado no templo da IMW do Morin, em Petrópolis.
 

Família em volta do féretro - mantendo viva no coração a esperança do crente
 
Estou ao lado de Maria Célia Calegari, minha querida esposa, e do Pastor Miguel Araújo, meu querido cunhado; providenciando os preparativos para velarmos o seu corpo e cuidarmos do seu funeral. Ainda não temos a data do sepultamento; todavia, manteremos informados os nossos amigos e irmãos. Sempre fui um admirador de suas profundas experiências espirituais, marcadas por maravilhosas visões de Deus. Ela foi instrumento para levar muitas almas à Cristo.
 
"Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos." 
(Salmos 116 .15)
 

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário