segunda-feira, 22 de abril de 2013

Duas lições sobre verdades


Nesta manhã, após estar diante do Pai; o Espírito Santo me fez saber, algumas coisas sobre a verdade. Ele me ensinou utilizando o exemplo da lua e suas duas faces: A face brilhante e visível e a face fria e obscura do nosso satélite. Ambas as faces representam a natureza da lua que conhecemos; e elas só conseguem ser, ao mesmo tempo, agradáveis e assustadoras; quando unidas uma a outra. Assim é a verdade; pois, toda verdade tem as suas duas faces: Uma que geralmente tentamos demonstrar; e outra que, preocupados com seus efeitos, procuramos esconder. É devido a isso que, muitas vezes, optamos por dizer apenas a metade da verdade que conhecemos.
 
Então, Deus me ensinou duas lições sobre verdades ditas pela metade: A primeira é que parte da verdade pode ser encoberta por motivos pedagógicos; quando as pessoas ao se alcance não estão preparadas para ouvi-la no todo. Um exemplo disso é quando ensinamos as crianças sobre a natureza sexual. Jesus agiu deste modo, quando disse aos discípulos: "Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora." (João 16.12). Outro, quando ela é omitida por motivos piedosos - assim agiram as parteiras no Egito (Exodo 1.15-21) - quando ocultamos parte dela no afã de preservar ou poupar alguém do rude golpe de uma verdade dita por inteiro.
 
A segunda lição que aprendi com Deus sobre a meia verdade; é quando ela é encoberta por motivos menos nobres: Ou por instinto de autodefesa; ou com a intenção de prejudicar alguém. Quando parte da verdade é omitida por autodefesa; geralmente a razão é o medo (Pedro, ao negar Jesus). Todavia, quando omitimos parte da verdade com a intenção de ferir ou acusar alguém; esta atitude reflete maldade pura (Mateus 5.11-12). Tenho notado que estes dois modos de jogar com a verdade são comuns; mas, a pessoa de sentimento justo e puro consegue escapar a esta armadilha do mal; que tem levado bons homens e mulheres de Deus a sofrerem dolorosas conseqüências.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário