segunda-feira, 8 de abril de 2013

Conformismo de Ló

 

Alguns dias atrás, em Jequié, onde eu me encontrava hospedado em um hotel; após ter orado e tomado o meu café da manhã, comecei a refletir sobre a necessidade de mantermos sempre a cadência da nossa caminhada com o Senhor. Na verdade - embora tenhamos tudo o que é necessário - nada aqui é realmente nosso. Fui levado a pensar em Abraão, homem verdadeiramente despojado; que se dispôs a seguir os passos do Senhor, sem jamais ter dado a impressão de se ter arrependido da decisão que tomara.
 
Gosto de pensar em Abraão saindo pela porta da frente de sua casa; para encetar um caminho sem volta. Tornou-se dono de tanta coisa; mas sempre dando a impressão de nada possuir. Esteve por muito tempo em sua terra de direito; mas, precisou pagar por um pedacinho dela para a sepultura de sua esposa. Abraão... Um homem que parecia não ter destino certo; pois, abriu mão de escolher um caminho mapeado e definido. Mas era só aparência! Porque, ele sabia de onde tinha saído e onde pretendia chegar!
 
Abraão, o Pai da Fé! Exemplo de vida referido por Jesus e imitado por Paulo. Como seria bom, se os crentes em nossos dias pudessem imitar tamanho exemplo de fé e de desprendimento! No entanto, muitos apenas enfatizam sua fé; pois a maioria dos que crêem com Abraão, continuam vivendo o conformismo de Ló. Seria mesmo bom se os crentes imitassem Abraão; mas... Seria ainda melhor se os "pais da fé" dos dias modernos - que se auto-proclamam apóstolos e profetas - imitassem o verdadeiro Pai da Fé!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário