sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Perdoar sempre


Algum tempo atrás, deparei com um desabafo de uma querida irmã. Ela se sentia triste por ter sabido que pessoas que a conhecem há anos e a viram crescer, haviam dito inverdades a seu respeito; sem ao menos procurar conversar primeiro para saber se havia algum fundamento naquilo que ouviram ou que disseram. Tenho percebido que este não é um caso isolado; pois, muitos agem deste modo. Todavia, embora esta irmã tenha se decepcionado; contudo, em sua tristeza, buscou em Deus o seu escudo e fortaleza!
 
Lembro-me que, naquela ocasião em que percebi o seu desabafo, procurei lhe demonstrar ser este o mundo real... Mundo no qual, as pessoas conversam pouco entre si; até mesmo dentro do próprio lar - mesmo em muitos lares cristãos - e o diálogo vai se tornando raro; sendo esta uma das razões pelas quais os conflitos crescem e se agravam. Mas, precisamos amar e perdoar aqueles nos ferem agindo assim. Afinal, o que importa é o que Deus sabe a nosso respeito; se somos ou não aquilo que dizem de nós.
 
A verdade é que, na maioria das vezes, nem somos aquilo que dizem a nosso respeito; todavia, não nos enganemos a nós mesmos; pois, também não somos aquela "bondade em pessoa" que pensamos acerca de nós mesmos. Uma outra coisa que magoa bastante é quando questionam a nossa vida com Deus. Enfim... Daí a necessidade de perdoar sempre; pois a Bíblia ensina que: "Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas" (Mateus 6.15).
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário