sábado, 23 de fevereiro de 2013

Face-a-face com a Vida


Na madrugada deste dia estive no lugar de oração, como de costume, para buscar a face do Pai celestial. E ali, prostrado diante de Deus, pude então fazer aquilo que sempre faço em tais ocasiões: orei, adorei, supliquei, intercedi, chorei e sorrí. É... Foi um tempo de descanso e de agradável comunhão com o Senhor; que supera em prazer e deslumbramento o tempo que passamos em qualquer outro lugar - mesmo junto às pessoas mais queridas - pois estar na presença de Deus é estar face-a-face com a Vida!
 
Enquanto eu me derramava diante do Deus eterno, lamentei o fato de não poder corresponder ao que o Senhor espera de mim. Uma dúvida que eu nunca tive é quanto ao fato de ter sido, por Ele, salvo e chamado para o ministério da Palavra. Todavia, sei muito bem que poderia ser um servo mais dedicado no cumprimento deste chamado para ser "sal e luz". Assim, eu lamento não ser um vaso mais apropriado para dar curso à unção que está sobre minha vida. Todavia, sei que isto não me impede de servi-Lo...
 
Portanto, sinto-me feliz por saber que Ele me aceita tal como sou - vaso limitado e imperfeito - e consegue me aproveitar para o Seu uso. Na verdade, o meu maior lamento não é por aquilo que Deus deixa de fazer por mim ou através de mim; e sim, por tudo aquilo que eu poderia fazer por Seu povo e por vidas que esperam algo de mim - sem que eu consiga corresponder - se em mim houvesse uma entrega maior. Mas, existe um lado bom em tudo isso: É que eu me sinto devedor a Deus e aos homens!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário