terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Família e gênero

 Nesta madrugada, enquanto eu estava em oração, me veio uma espécie de quadro dos últimos dias... Algo preocupante e capaz de abreviar o fim. Enquanto eu orava, Percebi claramente a existência de uma ação movida por Lúcifer para subverter de uma vez por todas os valores espirituais e morais do ser humano. E os seus ataques são sistematicamente desferidos propositalmente contra valores tradicionais consagrados na conduta humana, nos moldes do propósito de Deus na criação: Família e gênero.
 
Realmente, a família - considerada "célula mater" da sociedade organizada - é também responsável pela perpetuação da espécie; e tem sofrido duros golpes que vem fragilizando sua originalidade. As separações e divórcios, por motivos fúteis e banais, aumentam a cada dia que passa; afetando até mesmo os meios evangélicos mais conservadores. E o que mais me preocupa são as estatísticas cristãs - já comuns - sobre terceiro e até quarto casamento... E isso acontecendo até mesmo entre ministros de Deus.
 
E a distorção do gênero - algo trágico a meu ver - é mais preocupante ainda. Se examinarmos o vernáculo, veremos que gênero, em sua forma comum, é a categoria que classifica os nomes em masculino, feminino e neutro. No entanto, quando se trata de definir sua natureza, o gênero humano é determinado pelo sexo - enquanto função reprodutora - sendo classificado como macho e fêmea. Portanto, quando se trata de definir o indivíduo; esta definição é claramente definida em dois gêneros.
 
No entanto, cresce uma tentativa perigosa de uma minoria que, a pretexto de defender os seus direitos e escolhas; procura também impô-los sobre aqueles que pensam diferente de si. E assim, cresce o clamor em defesa de projetos de lei nitidamente preconceituosos; que conflitam com princípios milenares consagrados por leis em vigor que garantem os direitos individuais e a igualdade de todos. E assim, o que se vê não é somente a tentativa desta minoria - de serem respeitadas por leis que já garantem os seus direitos e obrigações - mas, a sua obstinação em se sobrepor aos demais segmentos sociais e humanos.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário