sábado, 12 de janeiro de 2013

Espelho da Palavra


Ao me levantar do lugar de oração, duas coisas tomaram por completo o meu pensamento. A primeira delas, sobre a necessidade que tenho de me guardar da interferência de três fontes: 1. A fonte das imaginações da minha mente; 2. A fonte das opiniões de terceiros; 3. A fonte das imagens aparentes. Com este cuidado que eu devo tomar, não estou dizendo que estas três fontes devam ser descartadas; o que quero mesmo dizer é que não devo confiar cegamente nelas, como se tivessem razão em tudo.
 
Mas também pensei em outra coisa, quando me levantei da oração: Senti que preciso me refletir na Palavra de Deus. Digo isso, porque o espelho da Palavra sempre diz verdades sobre mim mesmo; que ninguém mais seria capaz de me dizer - seja amigo, seja inimigo. Este espelho denuncia os pontos obscuros e as distorções de minha natureza em formação. Ele diz - sem falar - aquilo que sou; e... Aquilo que Deus quer que eu seja. Enfim, o espelho da Palavra, ao me confrontar, me põe em meu devido lugar!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário