quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A voz de Deus

 
 
Alguns dias atrás; estive orando na casa do Pastor Adriano Silva. Enquanto eu orava, procurei enfocar a minha necessidade pessoal de estar sempre na presença do meu Rei e Senhor Jesus Cristo. Não posso dar-me ao "luxo" de afastar-me d'Ele em momento algum. Não consegui deixar de chorar, ao pensar nas vezes em que me ausento de Sua presença - sem que eu perceba - movido por razões que parecem justas aos meus olhos. Mas, tendo consciência de que sou vulnerável a elas... Não devo deixar-me levar por tais "armadilhas"!
 
Estou convencido de que os meus sentimentos não devem interferir - seja por que motivo for - em meu relacionamento com o Senhor. Eles podem até ser movidos pelas melhores intenções; todavia, não são imunes aos ardis de Satanás. Portanto, no quesito "vida na presença de Deus", os meus sentimentos devem ser impedidos de se pronunciar ou de apresentar alternativas - ainda que aparentemente válidas - para me "tirar" do lugar de oração. E assim, se eu conseguir "silenciar" os meus sentimentos, poderei ouvir a voz de Deus!

No lugar de oração, orei e chorei. Como é maravilhoso estar na presença de Deus, deixando as razões do lado de fora. Ali, louvei a Deus pelos valores que Ele tem agregado à minha vida; e pelo modo como me tem usado em Sua obra. No entanto, por mais que eu tente, jamais conseguirei agradecer a Deus o suficiente por tudo o que tem feito por mim e através de mim. Em minha vida, as marcas de Sua Presença serão sempre preferenciais. Sim! Ele será sempre o Deus eterno e todo poderoso; e eu... O menor dentre os seus agentes.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário