segunda-feira, 22 de outubro de 2012

35 anos da IMW de Siderlândia


A IMW de Siderlândia me fez o convite para pregar na comemoração dos seus 35 anos de existência. Foi uma experiência muito importante; devido ao fato de que alguns dos meus primos são membros desta querida igreja. E, deste modo, aliei o prazer da missão de pregar nesta festa, com o prazer de estar com os meus primos -  Silas e Joselita; Joeci e Aline e suas duas filhas; Jonas e Alessandra e seu filho - sendo hospedados por eles e passando bons momentos juntos (lamento não ter conseguido a foto de todos).


Além dos cultos ungidos dos quais participei, entregando a mensagem da parte do Senhor; tive também a alegria de ministrar em uma EBD especial - no Sítio "Sonho meu" - com grande parte da igreja reunida naquele aprazível lugar. Em meio a um clima de grande alegria e espiritualidade, ministrei a Palavra. Após a ministração, o Pastor Bruno Casini - pastor titular desta igreja - presidiu um abençoado batismo; e, em seguida, todos nós almoçamos juntos; em um ambiente de grande comunhão e fraternidade.


Após um descanso a tarde; nos dirigimos para o culto da noite. O Ministério de Louvor esteve sob unção, como nos demais dias; e Deus me concedeu graça para pregar e concluir minha missão em Volta Redonda. Creio que o Senhor falou e agiu em nosso meio. Era meu objetivo viajar ao final do culto, mesmo estando sem Maria Célia ao meu lado. durante o caminho de volta - tarde da noite - aconteceu algo que, mesmo sabendo que muitos não conseguirão acreditar, vou aqui contar. Até porque, se muitos não conseguem acreditar nos relatos das Escrituras, por que hão de acreditar no relato de alguém como eu.


Pois é... Após o culto dominical; o Pastor Bruno e eu, ficamos à porta, para nos despedirmos dos irmãos e convidados. Em seguida, tirei o carro do estacionamento da igreja e rumei de volta à casa. Eu sabia que esta seria uma viagem de muito risco; levando em conta o meu visível cansaço, aliado aos trechos sob chuva e às horas de viagem. No entanto, em um ponto de risco, olhei de relance e vi o anjo do Senhor assentado no banco ao lado. Foi de relance; mas, tempo suficiente para que eu pudesse vê-lo - assentado e olhando sereno em frente - com alguma luz a sua volta. Então, constatei o cuidado do Senhor para comigo... E segui em frente!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário