sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Cristo crucificado

Quando buscamos a Deus, algo sempre acontece. Alguns dias atrás eu estava debruçado no lugar de oração. Enquanto orava a Deus, fui tomado de quebrantamento; como sempre me ocorre, nas vezes em que estou presente diante do Senhor. E sinto prazer em afirmar que é muito bom interceder e chorar. No dia anterior eu havia sofrido mais uma grande provação; mas, de madrugada, achei graça aos olhos do Senhor para louvá-lo por mais uma grande vitória! Não há prazer maior do que estar no lugar de oração!
 
No entanto, o que me fez refletir em profundo temor foi algo que contemplei em espírito: Um Crucificado seguia firme, vergado sob o peso de sua cruz; e, a acompanhá-lo, grande número de crucificados - as vezes trôpegos - de igual modo, vergados cada um sob o peso de sua cruz. E eu estava lá! Cristo crucificado, arcando sob o peso dos nossos pecados; é nós, crucificados, arcando sob o peso das injúrias e aflições lançadas por aqueles que nos perseguem e maltratam. Isso mesmo! Levando as cargas uns dos outros. E não dava para enumerar a multidão incontável; mas... Eu também seguia entre eles!
 
E, ainda prostrado em oração, comecei a cantar: "Sonda-me Senhor e me conhece; quebranta o meu coração. Transforma-me conforme a tua Palavra; e, enche-me até que em mim se ache só a ti! Então, usa-me Senhor. Usa-me! Como um farol que brilha a noite; como ponte sobre as águas; como abrigo no deserto; como flecha que acerta o alvo; eu quero ser usado da maneira que te agrada, a qualquer hora e em qualquer lugar; eis aqui a minha vida: Usa-me Senhor"! Ao final, levantei-me revigorado e confiante!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário