sábado, 4 de agosto de 2012

Ensina-me a orar


Na manhã de quinta-feira, ainda em Paracatu - na casa do Pastor Rogério Quaresma - ao me levantar do lugar de oração, fiz uma constatação interessante: É que, pela primeira vez, pude perceber - para a glória de Deus - que o meu lugar de oração anda sempre junto comigo. Aleluia! Como é que eu nunca tinha percebido isso antes? E, enquanto me acomodava para escrever, comecei a refletir que o meu lugar de oração é como uma peça do meu vestuário; ou, um componente do meu estojo de higiene pessoal.

Pois é... Assim, como levo sempre comigo o meu pijama de dormir; ou, a minha toalha de banho e os meus objetos de toilette; ou mesmo o meu computador, onde escrevo minha notas e mensagens... Fico com a nítida impressão de que este lugar me acompanha. Que bênção! O lugar de oração segue junto comigo - real embora abstrato - sempre pronto a receber o dobrar dos meus joelhos.

Ah... Outra coisa: Enquanto eu orava; por uma razão que não posso explicar, supliquei a Deus que me ensinasse a orar... É que desde muito cedo aprendi que a oração que fazemos ao Pai - para ter relevância e eficácia - precisa ser feita 'no Espírito'; e, 'em nome de Jesus'. E também precisa ser objetiva.

Sei muito bem que não sou o primeiro a fazer este pedido; Pelo menos alguém antes de mim fizera pedido semelhante ao Senhor: Pois, "estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar, como também João ensinou aos seus discípulos" (Lucas 11.1). No entanto, mesmo não sabendo orar como sempre convém, espero ter sido atendido por meu Senhor.

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário