sexta-feira, 15 de junho de 2012

Prudência e bom senso

 

"O caminho do insensato é reto aos seus próprios olhos, mas o que dá ouvidos ao conselho é sábio"
(Provérbios 12.15)

A alguns dias atrás, li um artigo postado pelo Pastor Arlindo Silva; do qual extraí o seguinte texto: "Quantos problemas seriam evitados se todos agissem com prudência e bom senso. Há gente que possui muita cultura e tem muita inteligência, mas nem sempre isso se traduz em bom senso. O bom senso é a sabedoria prática da vida. Há situações difíceis que precisam ser avaliadas de vários ângulos". A medida em que eu ia lendo, comecei a pensar em diversos casos que terminaram mal devido a imprudência.

"Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios"
 (Efésios 5.15)

Tenho aprendido ao longo de minha vida que uma pessoa desprovida de bom senso - na maioria das vezes - não está em condições de tomar atitudes maduras e de praticar ações sensatas. E depois de muitas tentativas; cheguei a conclusão que é missão muito difícil demover pessoas que não se pautam pelo bom senso; de repensar decisões temerárias e impensadas. Em certas ocasiões, ao me deparar com casos assim, tenho recorrido a oração como último recurso; pedindo a Deus que livre do mal o insensato.

"E disse o Senhor: Qual é, pois, o mordomo fiel e prudente, a quem o senhor pôs sobre os seus servos, para lhes dar a tempo a ração?" 
(Lucas 12.42)

Enfim, pensando no ministério pastoral e suas múltiplas atribuições e responsabilidades, tenho chegado à conclusão de que as iniciativas de um obreiro do Senhor devem ser pautadas por três leis: Em primeiro lugar, a lei de Deus; em segundo lugar, a lei do Estatuto que determina suas competências e seus limites; e, naturalmente, a lei do bom senso - a qual lhe permitirá aplicar do melhor modo possível as duas primeiras - acentuando o brilho e a relevância das mesmas. É sempre bom pensar nisso!

"Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá. Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal" 
(Provérbios 1.32-33)

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário