terça-feira, 5 de junho de 2012

Ele é o teu louvor



Hoje de madrugada, acordei e percebi que minha querida esposa não estava ao meu lado. Como ela não estava se sentindo muito bem, levantei-me e desci para ver como ela estava. Ainda descia os degraus da escada que nos conduz da pequena sala de acesso aos quartos, para a parte baixa da casa, e comecei a ouvir sua oração. Como me fez bem sentir o seu nível de quebrantamento! Enquanto eu descia, ela concluía o seu momento devocional. Não há como descrever a bênção que senti naquele momento!

Nos encontramos na porta da cozinha... Tomamos água juntos; sendo que eu tomei um limão espremido antes. Ela subiu para repousar; e eu encaminhei-me para o lugar da oração. Parecia algo combinado... Mas, não era! E ali me prostrei, como geralmente faço. Senti - como se o ambiente estivesse preparado - profunda e inexplicável devoção, enquanto eu estava orando diante do Deus eterno, em completa prostração. Mal balbuciei as primeiras palavras, comecei a cantar ao Senhor, um cântico tão antigo quanto bíblico: "Ele é o teu louvor e o teu Deus; que te fez estas grandes e terríveis coisas que os teus olhos têm visto" (Deuteronômio 10.21). Chorei e estremeci enquanto cantava! Era tão densa quanto sobrenatural a presença de Deus naquele lugar. Em seguida fiz esta oração:

"Meu Deus, em cuja presença estou! Tu que estás assentado no mais alto e sublime trono, bem acima de toda potestade, poder e autoridade; e de todo o nome que se nomeia. Bem sei que nenhum poder ou alguém pode ser colocado acima de ti! E, mesmo ao teu lado ou aos teus pés, só poderão estar aqueles que tu consentires que estejam! E, no entanto, Tu me concedes a honra de estar prostrado aos teus pés - a posição de maior honra que consigo ter! Pois, sendo eu quem sou, este é o meu maior prazer; que me traz emoção e satisfação como nenhuma outra coisa é capaz de me fazer sentir. Jamais me sentirei só, enquanto tu me aceitares em tua presença, como teu filho e teu servo!

E quando pessoas dizem coisas contraditórias a meu respeito - independente de sua real intenção - acabam sendo verdadeiras naquilo que dizem. Pois, se dizem que nada valho; ou, que não sou ninguém; ou, que sou um pecador; ou, que sou o pior dos homens... Há verdade naquilo que dizem! Se, por outro lado, dizem que sou um filho de Deus; ou, um servo de Deus; ou, um homem de Deus; ou, um santo... De igual modo, são verdadeiras as suas afirmações! Pois, é assim que me sinto. E tu sabes que são verdadeiras as minhas palavras! O pior dos homens - entre os piores pecadores - indigno de estar prostrado aos teus pés; e, no entanto... Um servo teu - a quem tornaste teu filho - um homem de Deus, salvo e santificado em Cristo Jesus meu Senhor e Rei. Glória para sempre ao Deus eterno, em cuja presença estou!"

E, depois de escrever estas palavras geradas na oração, continuei a orar... No mesmo espírito de louvor e de adoração ao meu amado Deus que - em Cristo Jesus - me fez uma nova criatura, lavada e remida no sangue precioso do meu Salvador. E, prostrado, intercedi - como sempre faço - levando perante o Deus eterno aquelas pessoas que freqüentemente cito perante o Senhor: Minha esposa e meus filhos, meus familiares; meus companheiros de liderança geral e regional, meus amigos e irmãos na IMW em geral e na II Região em especial; meus amigos e irmãos na Grande Rede; meus desafetos; meus governantes... Seguindo a rotina de sempre - passo-a-passo - como se fosse uma caminhada matutina.

Cordialmente;
Bispo Calegari

Um comentário:

  1. Senhor Bispo, a paz do Senhor.

    Como são abençoadores as publicações do senhor neste blog. Aprendemos muito e agragamos cada vez mais sabedoria, temperança, paz, amor, enfim, somos muito abençoados pela vida do senhor, que é um presente de Deus pra nós. Forte abraço e que nosso pai todo poderoso esteja sempre guardando, abençoando, portejendo a vida do senhor e de sua valorosa esposa irmã Célia.
    A paz do Senhor, Presb. Vladmir Gusman

    ResponderExcluir