sexta-feira, 18 de maio de 2012

Presença que conforta


Quero contar nesta postagem a experiência que tive - alguns dias atrás - quando eu estava em profunda oração. Naquele momento em que me senti tomado pelo Espírito - rendido e quebrantado - comecei a adorar e agradecer a Deus por tudo. Tendo mergulhado em profunda adoração, pude sentir o grande amor de Deus por mim; e... Fiquei a imaginar o modo como Ele me vê. Fui tomado por indescritível prazer e emoção! Declarei que, mesmo não O vendo, sinto-me feliz e plenamente seguro em Sua presença.

Enquanto orava a Deus, fui levado a meditar sobre o dia em que estarei definitivamente no céu com o Senhor. Em oração, declarei que talvez eu não consiga vê-lo na glória; assim como não consigo vê-lo com os meus olhos, aqui neste mundo. Procurei expor o meu sentimento; reconhecendo ser tão pequeno e insignificante perante Ele que, provavelmente, serei um ponto vago e distante - entre os milhões que estarão à minha frente - naquela grande assembléia que estará reunida em Sua presença.

Então, feliz da vida com o meu eterno Senhor, procurei convencê-lo de que me contentarei em saber que Ele estará ali - em um lugar bem acima - julgando e governando o universo com retidão e justiça por toda a eternidade; e que eu estarei em completo descanso, sentindo-me perfeitamente seguro, porque Sua presença ali será o meu eterno céu! Foi mesmo um momento sobrenatural!

Passado este enlevo, intercedi por minha família; pelos obreiros e membros da II Região; e também por pessoas e situações costumeiras - plenamente convencido de que o Senhor estava me ouvindo e me atendendo. E levantei-me dali, persuadido de que Jesus é meu amigo chegado; e certo de que, mesmo sem vê-lo ou senti-lo - por parecer tão distante - jamais estarei sem Ele; e o terei sempre perto. Aleluia!

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário