quinta-feira, 24 de maio de 2012

"Dia do Coração Abrasado"


"E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?"
 (Lucas 24.32).

Hoje - dia 24 de maio - é um dia muito especial para os pastores, esposas e missionárias da Igreja Metodista Wesleyana. A experiência do coração abrasado tem o seu ponto-de-partida nesta data - protagonizada por John Wesley - a quase três séculos. Louvo a Deus por este abençoado ministério! E assim, sendo hoje comemorado o "Dia do Pastor Wesleyano", vejo nele um dia oportuno para refletirmos sobre a relevância do nosso ministério. É sempre bom sabermos que não teremos a menor chance de exercermos um pastorado abençoado e edificante, se não tivermos também o coração abrasado!

No "Dia do Coração Abrasado", aproveito para afirmar que nossa pregação precisa transpirar o ardor do coração aquecido. A alguns dias atrás, o Pastor Sebastião Calegari fez a seguinte postagem em sua página no facebook: "Nunca ministre nada que Deus não tenha ministrado a você. Não pregue porque 'alguém' precisa, ou porque 'fulano muito importante' vai estar no culto, ou porque o esposo 'ateu' da líder da intercessão avisou que vai ao culto no domingo - FUJA DESSA ARMADILHA! Toda mensagem que você pregar pra UM, vai pregar pra NENHUM". Vale mesmo a pena pensar nisso!

E esta reflexão que o Pastor Calegari fez, levou-me a considerar a urgência e a importância da mensagem inspirada e revelada. Tem sido uma cena comum - tão triste quanto trágica - ouvir um pastor direcionar o seu sermão apenas para 'alguns'; ou, mesmo, pregar sobre suas próprias virtudes ou - ainda pior - sobre seus problemas pessoais. Enfim... Pregando sobre 'nada', para ouvintes que continuarão famintos e vazios. Por tudo aquilo que vejo e que ouço, isso deve acontecer com freqüência!

Mas... Creio que ainda há tempo para revertermos este tempo de sequidão e de frieza espiritual. Nós, que pregamos a Palavra de Deus, precisamos saber que não há como atuar sozinho neste campo. A tribuna de um pastor deve ser a extensão do seu lugar de oração - incendiada pelas chamas de uma vida cheia do Espírito - fonte de inspiração para todos os que vão a uma igreja, ávidos por receber algo de Deus. Não tenho dúvida alguma de que somente o agir do Espírito de Deus poderá fazer a diferença! Enfim... Somente a real presença de Jesus poderá impedir o fracasso de vociferar de tribunas wesleyanas!

"Sopra Espírito de Deus, neste lugar;
Com teu poder e tua graça vem avivar.
Sobre um vale de ossos secos, faz um exército se levantar;
Sobre as feridas não tratadas vem restaurar e curar!

Sobre os nossos corações, vem Senhor;
Sobre todas as nações, vem Senhor;
Sobre toda a terra estende a Tua gloria!
Ora vem Senhor Jesus!"
Ludmila Ferber

Cordialmente;
Bispo Calegari

2 comentários:

  1. Pela misericórdia do Senhor, temos chegado até aqui. ELE tem segurado nossa mão e nos mantido de pé. Tem possibilitado sermos exemplo e referencial, para muitos. O que dizer ? Não temos palavras para agradecer ao amado ESPÍRITO SANTO que, verdadeiramente, tem estado, conosco, todos os dias. Não é fácil cuidar do rebanho do Senhor e pregar o Evangelho de Jesus, porém, ELE tem nos capacitado. Obrigado, Senhor ! Te agradeço por esse dia, especial, e por mais esse ano de vitória. M A R A N A T A ! Pr. Sotéro.

    ResponderExcluir
  2. é verdade nós só podemos dar se nós tiver algo pra dar, como poderemos dar se nós não temos nada,
    a palavra diz , em mateus 7 ,7 e 8 pedi,e dar-se -vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abr-se-vos-á.
    porque aquele que pede recebe;e o que busca encontra;e,ao que bate, se abre. que nós obreiros ao subirmos nos pulptos , não pensamos em levar nada de nós mesmo, mas sim; o que nós temos recebido através do espírito santo de Deus.

    ResponderExcluir