sexta-feira, 16 de março de 2012

Somos o que somos


Examinando atentamente esta foto, não pude deixar de "matutar" em suas considerações... Realmente, algumas coisas que temos não fazem de nós aquilo que verdadeiramente somos; ou mesmo, aquilo que parecemos ser. Não mesmo! Por exemplo: Sermos estudantes não faz de nós estudiosos; assim como sermos espirituosos não faz de nós espirituais. Enfim, sermos sorridentes não significa que sejamos felizes. Este é um assunto que diz respeito a todos nós; e que precisa ser levado em alta conta!

Também o fato de se ter uma bíblia em casa não faz de alguém um exímio pregador. Muitas vezes, a presença da Bíblia em uma casa, não significa nem mesmo que ela esteja sendo lida ou levada em conta por aquela família. Sei de casos de cristãos que não estudam nem consultam as Escrituras sagradas; mas procuram manter sua bíblia em local visível, aberta em um texto sagrado, na espectativa de que tal medida traga proteção à sua casa. Esta atitude é inócua, se não for seguida de ações correspondentes!

Outra coisa: O simples fato de alguém falar sobre Deus não significa que esteja com Deus. Sou daqueles que acreditam que - para certos cristãos - sua melhor pregação seria o seu silêncio; e isso, devido ao fato de viverem uma vida em dissonância com os ensinos, a vontade e o propósito de Deus para com eles. Enfim, neste mundo em que vivemos, nem tudo é aquilo que parece sugerir. É só observar bem!

Portanto, assim como ter um piano em casa não faz de alguém um pianista; e ir a igreja não faz de alguém um cristão - o fato de certas pessoas falarem a favor do evangelho não faz delas evangélicas. Enfim, o fato de certas pessoas viverem sempre pronunciando o nome de Jesus - por qualquer necessidade ou motivo - não faz destas pessoas seguidoras de Cristo. E posso afirmar que esta reflexão não é julgamento temerário; mas apenas a constatação de verdades que podem ser facilmente verificadas!

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário