terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Mundo de aparência

"29 Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia; o que resta é que também os que têm mulheres sejam como se não as tivessem; 30 E os que choram, como se não chorassem; e os que folgam, como se não folgassem; e os que compram, como se não possuíssem; 31 E os que usam deste mundo, como se dele não abusassem, porque a aparência deste mundo passa"
(1 Coríntios 7.29-31).

No mundo em que vivemos nem tudo é o que parece ser. Uns parecem ser tão mansos... Mas, não são! Outros parecem ser convertidos... Mas, não são! Existem também os que parecem ser sinceros... E não são! Pois é... Não precisamos ir longe, para ver que mundo de aparências e este nosso. Mundo em que se torna cada vez mais difícil sabermos realmente "quem é quem"!

E quanto mais convivemos com pessoas e damos importância as coisas - mais nos damos conta de que vivemos mesmo em um mundo de aparências. E existe um razão fundamental para que este seja um mundo de aparências: É que o mundo em que vivemos é um mundo de engano - mundo que procura sufocar a Palavra de Deus em nossa vida! "Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera" (Marcos 4:19).

Necessidade de cautela

"3 E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? 4 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; 5 Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos"
(Mateus 24.3-5).

A pergunta feita pelos discípulos - registrada no verso 3 - recebe de Jesus pronta resposta: O maravilhoso sermão escatológico; o qual abrange os capítulos 24 e 25 do Evangelho de Mateus. E quando o Senhor Jesus inicia sua resposta aos discípulos, Ele chama sua atenção para o cuidado que precisamos ter com o espírito de engano (versos 4 e 5).

A Palavra de Deus recomenda muito cuidado com aqueles que vivem "3 sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, 4 traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus. Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te" (II Timóteo 3:3-5). Ela também nos orienta a afastar-nos de pessoas assim.

E o próprio Jesus procura chamar a nossa atenção para os frutos de um verdadeiro cristão; exortando-nos a atentar, não para a aparência, e sim para os frutos: "Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?" (Mateus 7:16). E deixa bem claro que aqueles que não produzem frutos, serão rejeitados: "Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo" (Mateus 7.19).

Jesus também adverte que Deus não se deixará levar pela aparência: "21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade" (Mateus 7.21-23). Que os obreiros que trabalham com cura e libertação atentem para isso!

Portanto precisamos ter cuidado com o nosso testemunho

E Ele também nos exorta a decidir que tipo de árvore queremos ser: "Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore" (Mateus 12:33). E conclui advertindo que é pelos nossos frutos que saberão se somos bons ou maus cristãos.

O Apóstolo Paulo denuncia a conduta dúbia de alguns cristãos que se apresentavam como fiéis - por guardarem os preceitos da lei; mas que deixavam a desejar, quanto ao seu caráter e testemunho cristão: "E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa (quais tenham sido noutro tempo, não se me dá; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me comunicaram" (Gálatas 2:6).

Mas... É assim mesmo! Este é o mundo em que vivemos. Daí a razão de sermos exortados a olhar as pessoas, não pelo que aparentam ser; amando-as e perdoando-as quando nos ofendem. Nos dedicando a sua salvação - mesmo que estejam na pior condição de miséria, opressão e maldade - por aquilo que elas valem aos olhos de Deus: Por isso, a Palavra adverte: "Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?" (Mateus 16:26).

Precisamos cumprir missão que Deus nos deu

Pois, se cumprirmos bem a nossa missão, pregando a Palavra de Deus e testemunhando de Jesus, muitos serão resgatados de sua vã maneira de viver. Pois, Deus nos faz lembrar que éramos assim, antes de conhecermos a Jesus: "Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais" (I Pedro 1:18).

Portanto precisamos saber que nem tudo está perdido! Mesmo estando rodeados de tanta maldade... A bondade continua a florescer! Mesmo vendo inúmeros cristãos vivendo uma vida sem fruto... A santidade pulula através daqueles que continuam vivendo com propósito! E, acima de tudo isso, temos o conforto de saber que Jesus continua salvando... E que o nosso Deus sempre sabe "quem é quem"!

Cordialmente;
Bispo Calegari

Um comentário:

  1. Louvamos ao nosso Deus pela vida do Sr Bispo Calegari, e pela honra de um dia termos sido suas ovelhas, o Sr bispo é uma pessoa inesquecivel em nossas vidas.
    E louvo a Deus pelas palavras tão abençoadas e cheias de unção.
    Que o nosso Deus Eterno continue a abençoar ao Sr Bispo juntamente com toda a vossa linda família.
    Abraço
    Rosane e Moizéis

    ResponderExcluir