quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Como será o amanhã

Temos lido e ouvido muitas coisas - sobre o estado deprimente e angustiante do mundo natural no qual vivemos. No entanto, tudo aquilo que tem sido dito - sobre os estado de miséria, confusão e decadência moral em que este mundo se encontra - é apenas um eco nem sempre preciso das palavras de advertência e de juízo que Deus tem pronunciado contra o sistema vigente.

Mas também é importante que se diga: O povo de Deus precisa entender que não está excluído das solenes advertências e do juízo de Deus! Quando olhamos o "modus vivendi" da maioria dos crentes, fica sempre a impressão de que estão priorizando vantagens e bençãos terrenas - como se fossem viver para sempre neste mundo de horror, do qual as vezes parecem não querer se separar.

Portanto, nós - os filhos de Deus - não devemos nunca esquecer que haverá julgamento também para a Casa de Deus! Veja e sinta este texto: "Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?" (I Pedro 4:17). Isso significa que NINGUÉM está imune ao julgamento de Deus!

Na verdade, o observador mais atento poderá ver nitidamente a intensa atividade de dois mundos paralelos: O mundo material e o mundo espiritual. E, enquanto o mundo material se deleita com os prazeres deste sistema iníquo - revolvendo-se nos dejetos de sua própria iniquidade e miséria - o mundo espiritual se curva em adoração e se engalana para a Segunda Vinda de Jesus.

E, com ele, todos aqueles que esperam o Messias, com amor e paixão, clamando: Ora vem Senhor Jesus!

Cordialmente;
Bispo Calegari


Nenhum comentário:

Postar um comentário