terça-feira, 1 de novembro de 2011

Um filho retorna à casa do Pai

No último fim-de-semana, partiu para o Senhor o servo de Deus Juás Corrêa - nascido em 12/10/1921, falecido em 27/10/2011. Com o seu falecimento, deixa enlutados: Quatro filhos, treze netos e dezoito bisnetos; e um número incontável de vidas que foram abençoadas ao longo de sua vida.

Filhos e Netos:

Gladicélio Corrêa (filho): Gladicélio Jr., Gisele e Gedson (netos).
Hercidéia Corrêa (filha): Anderson, Alex, Zulieca e Zuleide (netos).
Maraci Corrêa (filha): Carlos Augusto, Liene e Cleiton (netos).
Ilma Corrêa (filha): Rafael, Michele e Milena (netos).

Acrescento nesta nota, a informação de um dos seus netos - o Pastor Gedson, que pastoreia a IMW de Nova Carapina, no Espírito Santo:

"Os bons também morrem... estas foram as palavras do Pastor Joedir Fernandes de Carvalho, SD do distrito de Itamarati, no culto fúnebre do meu avô, na capela mortuária do cemitério municipal de Petrópolis/RJ. Ele falou do privilégio de ter conhecido a nossa família em 1965 quando o então Pr. Jessé Teixeira de Carvalho - ainda pastoreando na Igreja Metodista do Brasil - fora nomeado para a Igreja Metodista de Cascatinha, onde o meu avô já se reunia juntamente com toda a sua família. Logo que nasceu a IMW, meu avô aderiu ao movimento do coração abrasado e passou a reunir-se na IMW, sendo um dos primeiros membros da Igreja Metodista Wesleyana, até o momento de sua partida para o lar celestial.

Reuniu-se na IMW do Itamarati; na IMW Betel - pastoreada pelo Pastor Paulo Dias, que esteve presente no culto fúnebre; e, ultimamente, estava se congregando na IMW da Estrada da Saudade, pastoreada pelo Pastor Claudinei Rento; o qual também falou no culto fúnebre, do zelo do meu avô pela obra do Senhor - ressaltando que mesmo aos 90 anos de idade, não faltava nenhum culto - mesmo que estivesse chovendo - e ainda ensaiava e regia um coral na IMW em Fragoso toda a semana. Disse também que ele não parava nem por um instante.

E ele morreu trabalhando. Pois, no dia 10 de outubro pp - dois dias antes de completar os 90 anos - a família já se preparava para dar uma grande festa pelo seu aniversário, quando o meu avô foi entregar um serviço a um de seus clientes (pois ainda trabalhava para fora como tintureiro). Estava muito calor no dia; meu avô, então, comprou um picolé para se refrescar e começou a sentir-se mal naquele dia (estava tendo um derrame cerebral).

Foi nesse momento que o Senhor enviou um "anjo", na pessoa de um membro da IMW; o qual o reconheceu - providenciando socorro imediato para o meu avô. Em conseqüência do derrame, ele perdeu os movimentos do seu lado direito e comprometeu a sua fala, causando uma grande aflição para ele; pois, não podia mais reger e nem cantar, que era o que ele mais gostava de fazer. Mesmo com a sua aparente melhora depois do "susto" imediato, no dia 27/10/2011 sofreu um enfarto e nos deixou para "louvar com os anjos".

Parece que ele estava sentindo que não teria mais muito tempo conosco. Nos últimos 06 meses começou a fazer algo que todos estranharam: Resolveu visitar todos os filhos, netos e bisnetos - dizendo que estava com muita saudade de todos nós. E ele cumpriu a missão de visitar a todos. Conheceu os bisnetos que ainda não conhecia e partiu com a certeza da missão cumprida. Verdadeiramente, o meu avô "combateu o bom combate, acabou a carreira e guardou a fé"! Pois todos os filhos estão na presença do Senhor; e todos os netos foram criados no caminho do Senhor. Ele foi um verdadeiro valente de Deus.

Em Cristo;
Pastor Gedson Alves Corrêa"

Antes de finalizar, preciso também dizer que conheci o Presbítero Juás, quando fui pastor da IMW Betel - em Petrópolis - nos anos de 1971 e 1972. Embora ele não fosse membro da igreja que pastoreei, sempre o vi se movimentando com grupos de canto e louvor. Era um entusiasta da música e da regência. Seu mano Joel de saudosa memória; assim como ele - também presbítero e regente de coral - foi meu vice-presidente na querida "igreja Betel"; era um pouco mais velho do que ele. De quando em vez, conversávamos sobre o Juás (o Joel era um admirador das qualidades do Juás como regente e motivador dos coristas). Bons tempos...

Descanse em paz, guerreiro-cantor! Creio que o texto da Palavra de Deus, referente ao filhos de Deus que partem, tem tudo a ver contigo: "E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem" (Apocalipse 14:13). Aos seus familiares e amigos expresso os meus pêsames.

Com grande pesar;
Bispo Calegari & Maria Celia

Nenhum comentário:

Postar um comentário