segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Visita ao Distrito de Cachoeiro do Itapemirim

Precisei levantar bem cedo, para iniciar minha viagem ao Espírito Santo. Foram dois ônibus, até chegar a Cachoeiro do Itapemirirm. Chegando na Rodoviária, por volta das duas da tarde, já encontrei o Pastor Jorge Camargo a minha espera. Dali, fomos para sua casa, onde a irmã Sandra já nos esperava com a mesa pronta. Almoçamos juntos - uma comida bem caseirinha (bife acebolado, enfeitado por pequenas folhas de salsa, batatas douradas cortadas em cruz, feijão com arroz). Logo após o almoço, fui descansar um pouco.

Visita a IMW de Jerônimo Monteiro

As dezoito horas; saímos para Jerônimo Monteiro, cerca de trinta minutos de viagem. Mesmo sendo sexta-feira, encontramos a igreja tão alegre como da primeira vez - sempre chegando gente, até o início do culto. Pude, então, abraçar o Pastor Gerson e sua esposa irmã Creuza. O culto foi iniciado pelo Ministério de Louvor, que distribuiu algumas oportunidades. A irmã Alice, que é deficiente visual, entoou um belo hino - "remove a minha pedra, me chama pelo nome; muda minha história, ressuscita os meus sonhos" - que edificou a todos nós; tanto pela mensagem da letra e beleza da música (do Andersom Freire; consagrado compositor e membro da IMW de Cachoeiro do Itapemirim); como também pela doce interpretação da querida irmã Alice. O Pastor Jorge Camargo, antes de me passar a palavra, entoou dois de seus hinos, trazendo avivamento e alegria a todos nós.

Em seguida, preguei sobre o texto de Mateus 17.14-2i; chamando a atenção da igreja para as quatro constatações de Jesus - ao descer do Monte da Transfiguração: 1. Os problemas que uma família, as vezes, enfrenta - precisando de libertação. 2. A existência de uma geração incrédula e perversa - em meio a qual vivemos. 3. A ação de Satanás, transformando pessoas normais em lunáticas - enlouquecidas pela opressão. 4. A necessidade que temos, de fé e consagração - na luta contra os demônios e seus ardis. Ao final da mensagem, ungimos os líderes de ministério da igreja; estendendo a unção aos demais membros que também quiseram ser ungidos. Foi maravilhoso!

Após os cumprimentos de praxe; fomos convidados pela família pastoral, a lanchar em sua casa. Logo na chegada fiquei impressionado com a quantidade de gatinhos que a Priscila, filha do casal, cria em sua varanda; tratando com carinho os bichanos. Da varanda, fomos para a ampla cozinha onde o lanche foi servido. Gostei muito do sanduiche de creme de milho caseiro e do de pasta de atum. Havia também biscoitos, em forma de palito, mergulhados no creme de milho. Foi tudo muito bom mesmo! Não faltou nem uma deliciosa água de coco do quintal, colhido pelo Romário - namorado da Priscila. Saímos dali com vontade de ficar. Louvo a Deus por termos estado com esta abençoada família.

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário