sábado, 29 de outubro de 2011

Uma "guerreira da luz" mudou de endereço

Faleceu a irmã ÁDELA RUBIA JENNINGS

A irmã Ádela partiu para o Senhor, após prolongada enfermidade. Ao ser "promovida à glória", deixa enlutados: Seu esposo Wellington; seus filhos: Everton, Erica e Elaine; sua nora Marina; sua mãe Hermínia; seus irmãos: Alan Ricardo, Maria Auxiliadora, Abenathar Júnior e Álax Roberto; seus cunhados: Arilson e Carol. E, também de luto, uma legião de amigos e irmãos que com ela conviveram... Muitos deles por ela aconselhados e ajudados nas mais diversas ocasiões.

Durante cerca de onze anos, convivemos bem próximos - tendo, por diversas ocasiões, estado juntos - fosse em um templo; em uma varanda; em uma sala; em volta de uma mesa... Frequentemente nos convidavam para comer em sua casa, fosse por que motivo fosse.

Lembro-me do dia em que conversei com o Pastor Wellington - então Presbítero da IMW Central de Porto Velho - comunicando-lhe o meu desejo de nomeá-lo para a pequena IMW de Jardim Eldorado, com pouco mais de cem membros (hoje a grande IMW de Nova Floresta, com cerca de mil e quinhentos membros e congregados). Em meu íntimo, tinha a certeza de que ele iria primeiro conversar com sua querida Adela. E creio não ter me enganado naquilo que pensei!

Pois é... Durante os onze anos em que estivemos juntos - participando do projeto de expansão da IMW na cidade de Porto Velho/RO - pude testemunhar detalhes que me ajudaram a entender a natureza, sentimentos e experiência desta grande mulher de Deus. Passo aqui, então, alguns detalhes que pude perceber em sua vida:

Nunca percebi tristeza em seus olhos; ou mesmo um semblante abatido ou desanimado em meio as lutas - que não eram poucas nem pequenas - que enfrentava em seu dia-a-dia. Seus olhos mantinham sempre um brilho especial. O brilho no olhar de quem parecia saber como tudo terminaria.

Nunca notei a menor alteração no elevado nível de autoestima de que era dotada. Ela gostava de estar sempre muito bem produzida - observando os mínimos detalhes exigidos pela natureza feminina - ainda que atingida por tão arrasadora enfermidade; a qual jamais conseguiu arrefecer o seu ânimo.

Nunca a vi recuar ante algum desafio - por maior que fosse. Foi assim na igreja central... Foi assim ao partir para uma de suas mais importantes missões: O projeto da igreja de Nova Floresta... Foi assim ao substituir Maria Celia, na direção do ministério "Desperta Débora" no Estado de Rondônia - sua derradeira missão.

Nunca percebi o menor sinal de enfraquecimento, em sua dedicação e luta em favor da causa da família - uma de suas mais importantes bandeiras. Acredito eu que - mesmo não tendo tido sucesso absoluto em todos os casos que atendeu - muitos casamentos e famílias se mantiveram firmes, devido ao seu incansável trabalho.

Enfim... Louvo a Deus por alguém que, enquanto ser humano, chamou-se ADELA! Uma vida que deixou-se gastar em louvor do Deus eterno e em prol do seu semelhante! Descanse em paz, querida "guerreira da luz", em seu novo endereço - de onde nunca mais precisará se mudar! Pois, as promessas que Deus tinha pra si - todas já se cumpriram em tua vida!

Aproveito o ensejo desta, para externar ao Pastor Wellington e a todos os seus familiares; bem como a todos os membros da igreja de Nova Floresta - os meus pêsames, em momento de tão grande dor.

Com grande pesar;
Bispo Calegari & Maria Celia

P.S. Achei por bem terminar esta postagem, anexando a poesia com que o Pastor Wellington finalizou o e-mail; no qual nos comunicou sua dolorosa perda: "Quero deixar uma poesia para vocês, pois a vida depende como nós a encaramos."

O amor é uma escolha: depende da forma como você o lê...

"Não te amo mais.

Estarei mentindo se disser que

Ainda te quero como sempre te quis.

E tenho certeza de que

Nada foi em vão.

Mas sinto dentro de mim que

Você não significa nada.

Não poderia dizer jamais que

Alimento um grande amor.

Sinto cada vez mais que

Já te esqueci!

E jamais usarei a frase

EU TE AMO!

Sinto, mas tenho que dizer a verdade

É tarde demais..."

Leia agora debaixo para cima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário