segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Um vaso que anda

Comentando em minha página no facebook, sobre um determinado assunto, o meu espírito foi iluminado por um sentimento que me fez constatar - sobre mim mesmo - que sou apenas... Um vaso que anda. Naquele comentário postado, declarei que o meu desejo é que minha jornada seja capaz de auxiliar aqueles que vou encontrando ao longo do caminho. E também aqueles que Deus tem colocado como parte integrante da minha vida e do meu ministério.

Então, me dei conta de que, ao longo de minha vida, venho tentando definir aquilo que sou, à luz da Palavra de Deus. E, nesta tentativa, já apliquei a mim mesmo alguns termos; tais como: Homem de Deus... Servo do Senhor... Ungido de Deus... E assim por diante. Todavia, neste comentário que fiz, fluiu em mim o adjetivo que procurava: Sou um vaso que anda! Isso mesmo! Um vaso que anda, usado por Deus, para abençoar vidas.

E sinto um profundo sentimento de gratidão a Deus; pois, me fez saber duas coisas - pelo Seu Espírito - nesta minha condição de "vaso que anda":

A primeira destas coisas; é que, como vaso de Deus, preciso manter-me sempre com a boca voltada para o alto - de onde vem a unção que me revigora e que me torna útil e capaz de cumprir a minha missão. Pelo Espírito de Deus, tenho entendido perfeitamente que cada gota deste precioso óleo será de inestimável valor no cumprimento do meu ministério; o qual deverá ser pautado por submissão, humildade e generosidade.

A segunda coisa que o Senhor me fez saber; é que, sendo um vaso que anda, preciso estar sempre pronto a me curvar em direção ao meu próximo; para que, à semelhança daquele vaso de azeite na casa da viúva (II Reis 4.1-7), possa dele jorrar a unção que levará saúde, alegria e prosperidade aos que por ele forem ungidos - não somente aqueles a quem eu procurar; mas, sobretudo, aqueles a quem Deus enviar ao meu encontro.

E esta missão é tão importante para o bem daqueles que Deus me confia; que não posso, sob pretexto algum, negar-me a cumpri-la integralmente - sob o risco de comprometer seriamente o propósito de Deus para minha vida. E assim, louvo a Deus por tamanha honra e privilégio!

Cordialmente;
Bispo Calegari


Um comentário:

  1. Graças a Deus pela sua vida bispo. De fato, este vaso que anda, tem sido benção para minha vida. Pude experimentar uma porção da misericórdia de Deus depositada neste vaso. Graça, paz e misericórdia sejam aumentadas. Conte comigo.

    ResponderExcluir