quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Dolorosa despedida

O Bispo Elisiário Alves dos Santos e sua esposa Lucia, nos conduziram (a mim e Celia) em seu carro - rumo a Governador Valadares - para o velório do Pastor Gervaldo Gomes Rebouças. Na medida em que a viagem transcorria; íamos conversando sobre os mais diversos assuntos. Mas, entrecortando os assuntos sobre os quais conversávamos, vinha sempre a minha mente a vida de Gervaldo - quando em seus dias de jovem da igreja que me projetou no ministério.

E enquanto conversávamos, lá ia eu - em minha memória - rumo ao passado... Quando ainda pastoreava a querida "igreja da Rua Cinquenta" (hoje IMW Central de Governador Valadares). Gervaldo era um dentre centenas de wesleyanos daquele período da história da Igreja Metodista Wesleyana em Valadares - hoje distribuídos na diversas igrejas wesleyanas da cidade. Governador Valadares... Cidade carinhosamente chamada de "Princesa do Vale", pelo fato de se situar em ponto estratégico do Vale do Rio Doce. Sim! Eu acredito que a maioria dos membros históricos desta igreja concordam comigo - em que Gervaldo foi um dos mais importantes frutos daquele tempo. O seu chamado para o ministério fora ouvido naquela época; o agir de Deus era visível em sua vida! E toda a juventude wesleyana daquele tempo - mais de duzentos e cinquenta jovens - sabia que ele era um homem de Deus. Naquela altura, a "igreja de Valadares" era uma espécie de berçário de muitos ministérios que ali estavam sendo gerados e alimentados.

Sábado, dia 17 de setembro de 2011. Nesta data estávamos presentes a este doloroso velório. O culto se iniciou por volta das 23h15 - sob a direção do Pastor Valdívio, SD do Distrito de Valadares. Cantamos alguns hinos apropriados para este tipo de celebração. Em seguida, ministrei uma palavra sobre a essência da vida. E passei a oportunidade ao Bispo Elisiário Alves dos Santos; que pregou a mensagem oficial. O templo da IMW do Bairro de Lurdes estava super-lotado! Igreja que o Pastor Gervaldo fundara e pastoreara até a sua partida. Templo construído por ele - no terreno que ele mesmo comprara.

Mas, agora, estávamos ali - familiares, amigos e irmãos; irmanados na mesma dor produzida por tão dolorosa separação. E, como último traço visível da presença deste homem de Deus, lá estava o seu corpo sem vida. Corpo que fora apenas sua habitação temporária - agora descartado - pois o Pastor Gervaldo fora, finalmente, ao encontro do Pai!

Infelizmente, não tivemos condição de permanecer para o sepultamento. Pois, teríamos que estar presentes no culto de reinauguração do "Templo Memorial" da IMW do Valão do Guiricema, as 14 horas de domingo (falaremos sobre isso em próxima postagem). Todavia, saímos convictos de que o Gervaldo, naquele grande dia, ouvirá de Jesus: "Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor" (Mateus 25 : 21).

Com gratidão;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário