quarta-feira, 13 de julho de 2011

Frutos de uma vida abençoada

"E isto peço em oração: que o vosso amor aumente mais e mais no pleno conhecimento e em todo o discernimento, para que aproveis as coisas excelentes, a fim de que sejais sinceros, e sem ofensa até o dia de Cristo; cheios do fruto de justiça, que vem por meio de Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus" (Filipenses 1.9-11)

Nesta manhã estava orando ao Senhor. Como sempre faço, me prostro perante o Deus da minha vida, rendo-lhe adoração e ações de graça; também busco Sua divina proteção - tanto para minha vida e ministério, como para minha família e Igreja. Vale sempre a pena estar perante o Deus vivo! Somos fortalecidos e renovados enquanto oramos. Enquanto eu orava, meu espírito pode ver claramente a localização exata dos frutos de uma vida abençoada.

Em meu espírito pude entender; que os frutos de uma vida abençoada só conseguem germinar, crescer e se reproduzir na presença do Senhor.

Em meu espírito pude entender; que os frutos de uma vida abençoada são colhidos quando buscamos ao Senhor em oração.

Em meu espírito pude entender; que os frutos de uma vida abençoada somente serão colhidos na medida da necessidade; pois, somente em sua medida exata, podem trazer plena satisfação.

Em meu espírito pude entender; que os frutos de uma vida abençoada estão a nossa inteira disposição; mas, só poderão ser alcançados no momento em que buscamos a Deus.

Em meu espírito pude entender; que todo aquele que busca a Deus em oração - priorizando Sua doce Presença - encontra os frutos de uma vida abençoada.

Em meu espírito, pude entender; que qualquer fruto que estejamos colhendo e desfrutando - caso não tenham sido colhidos na presença de Deus - não serão frutos de uma vida abençoada.

Ficou muito claro em meu espírito, que a experiência de homens de Deus na Bílbia foi tremendamente marcada por esta colheita. Pude perceber que aqueles que colheram menos do que sua medida exata, sofreram privações desnecessárias. Percebi também que aqueles que colheram além do que seria sua medida exata, acabaram por sofrer as aflições causadas pelo excesso. Então, amados irmãos, vamos nos prostrar na presença do Senhor; e buscar a porção diária compatível com nossa necessidade. E... Boa colheita!

"Alonga de mim a falsidade e a mentira; não me dês nem a pobreza nem a riqueza: dá-me só o pão que me é necessário" (Provérbios 30.8)

"Por ele, pois, ofereçamos sempre a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome" (Hebreus 13.15)

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário