quinta-feira, 23 de junho de 2011

Visita ao Distrito de Mantena II

IMW de Itabirinha de Minas

De manhã bem cedo, o Pastor Neto e eu, saímos de Mantena - rumo a Itabirinha de Minas. A igreja wesleyana de Itabirinha, depois de muitos anos sob o pastorado do Pastor Alberto coelho, recebeu em janeiro último o Pastor Manoel Vitorio como seu novo pastor. Celia - que contraiu forte resfriado - não pode nos acompanhar, permanecendo com a irmã Nete em Mantena. Nesta viagem, de aproximadamente cinquenta km, passamos defronte a dois templos wesleyanos que ficam no trajeto: O da IMW de Divino das Palmeiras e o da IMW de S. João de Manteninha.

Ao chegarmos na cidade, encontramos um belo templo erigido para a glória do Senhor - em muito bom estado de conservação. Uma das cenas que mais me entristecem, é chegar em uma localidade onde haja uma igreja wesleyana cujo templo esteja em mal estado de conservação. Sempre entendi que a manutenção e conservação de um templo depende muito mais de zelo e boa vontade de sua liderança, do que de recursos. Penso, inclusive, em escrever algo sobre o zelo da casa do Senhor. Graças a Deus, são poucos estes casos lamentáveis.

O culto matutino teve início, sob a direção do Pastor Manoel Vitorio. Deu para notar que os membros desta igreja estão muito motivados com o novo pastor e sua família (irmã Graça e sua filha), nomeado para ali em nosso último concílio. Tivemos um abençoado período de louvor a Deus, com a participação de alguns irmãos, cujo nome não recordo agora. Tive a oportunidade de pregar a Palavra de Deus; e após a mensagem, foi servida a Ceia do Senhor. O culto foi encerrado com um momento de oração em favor de todos os membros.

Após o culto, enquanto conversávamos com alguns irmãos, uma equipe de irmãs nos brindou com um delicioso almoço (maionese, salada, macarrão, feijão tropeiro, arroz e um delicioso frango frito). Dentre os irmãos com quem conversamos, estavam as três irmãs mais antigas desta igreja: Irmã Aparecida, esposa do Presbítero Geraldo; irmã Maria, que já conhecia desde o meu tempo de SD do Distrito de Valadares (ela é mãe do irmão Juvercino - que mora em Rondônia); e a terceira irmã, cujo nome esqueci de anotar.

Antes de retornarmos para Mantena, demos uma passadinha na casa da irmã Aparecida e de seu esposo - Presbítero Geraldo (este irmão tem uma história de milagre em sua vida, que o levou a uma profunda experiência de conversão). Ali, ficamos conhecendo uma das filhas do casal - a Lucineide (fiquei sensibilizado com sua cordialidade e simpatia). Oramos por ela, antes de retornarmos a Mantena, para o culto de comunhão na igreja de Vila Nova.

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário