sábado, 16 de outubro de 2010

Nota de Falecimento

Faleceu nesta quinta-feira, dia 14, o querido e inesquecível Aspirante Izaquiel Vicente de Oliveira. Este amado irmão exerceu o cargo de Presbítero da IMW Central de Petrópolis por vários anos. A alguns anos atrás sentiu, da parte de Deus, o desejo de abrir um trabalho na cidade mineira de Pequeri. Sua igreja apoiou plenamente sua iniciativa, e o trabalho foi aberto. Várias vidas foram sendo salvas, como fruto do seu ministério; sempre apoiado por sua esposa, a irmã Soledade. Passados alguns anos, o trabalho se consolidou, com uma excelente estrutura e alguns ministérios em ótimo funcionamento.

No final de dezembro passado, este trabalho migrou para a II Região, por estar plantado na jurisdição da mesma. Em função desta migração, o casal Izaquiel e Soledade, juntamente com a Missionaria Lindinalva, resolveu transferir-se para a II Região. Por ocasião do Concílio de Posse, realizado em dezembro de 2009, Izaquiel foi declarado Aspirante e nomeado para o trabalho que fundara e tanto amara - agora transformado em "igreja em organização". A obra wesleyana em Pequeri entrou, a partir de então, em uma nova dinâmica. O FIW da II Região adquiriu o terreno para a igreja, no valor de quarenta mil reais - terreno este escolhido e adquirido preventivamente pelo homem de visão que foi o Izaquiel; a pedra fundamental foi lançada a algumas semanas atrás, conforme postagem neste blog.

E agora, repentinamente, este amado companheiro faleceu. Seu testemunho cristão foi de um brilho admirável, e de grande projeção, para a glória do Senhor. Tanto em Pequeri, onde desenvolvia o seu estágio no aspirantado ao ministério pastoral, como em todos os lugares por onde circulava, em sua intensa atividade profissional; seu dinamismo e empreendedorismo eram elementos de destaque. Ao partir de entre nós, deixa viúva, duas filhas e um filho; estes, servindo ao Senhor e muito bem casados. Sua morte se deu, enquanto dormia. Seu corpo foi encontrado no leito de sua casa em Petrópolis. Sua esposa, que diariamente mantinha contato telefônico com ele, por não ter telefonemas seus atendidos, resolveu ir a Petrópolis, para ver o que estava acontecendo; e o encontrou no leito, já falecido, como se estivesse dormindo.

Pois é; o querido companheiro de ministério partiu para o Senhor; e partiu tão discretamente como sempre viveu. É como se tivesse "se retirado pela porta dos fundos" em meio a uma festa, sem que ninguém se apercebesse disso. Saiu desta vida "pela porta dos fundos", mediante o modo como morreu; para entrar na glória "pela porta da frente", coberto de frutos de justiça, e da honra concedida por Jesus - Aquele que por ele morreu. Tenho plena convicção de que, dentre os nomes inscritos no "Livro da Vida", consta o do Izaquiel. Tão certo como existe dia e noite; tão certo como o ar que respiramos, creio que os ouvidos do Aspirante Izaquiel, ouvirão dos lábios do Senhor, o célebre "bem-vindo servo bom é fiel".

Ousei declarar, por ocasião do ofício fúnebre, realizado no templo da IMW Central de Petrópolis, que existem dois tipos de pastor: Aquele que é "chamado pastor"; e aquele que é "pastor chamado". Sem o menor desejo de, aqui, definir os termos; estou absolutamente convencido que Izaquiel era um "pastor chamado". Vá, Pastor Izaquiel! Descanse dos teus trabalhos, enquanto tuas obras hão de acompanhar-te, por toda a eternidade (Apocalipse 14.13).

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário