quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Giro episcopal pela II Região

Distrito de Juiz de Fora

O último fim de semana foi de grande movimentação. E não foi só devido ao calendário eleitoral. No sábado - véspera do pleito eleitoral, estava agendado o lançamento da "Pedra Fundamental" do templo da IMW de Pequeri a tarde. E a noite, foi foi realizada a segunda edição do evento "Esperança para Juiz de Fora". Foi também de grande importância, a companhia do meu filho Elizeu e sua esposa Synara nesta viagem - um dos raros momentos em que viajamos juntos. Desde cedo, Célia e eu percebemos que aquele não seria um dia comum; e sim, uma verdadeira maratona! Tínhamos a inteira certeza de fé, de que grandes bênçãos nos esperavam nesta dupla missão.

Lançamento da Pedra Fundamental

Depois de uma viagem de carro de cerca de duas horas, chegamos na casa do Aspirante Izaquiel em Pequeri, alguns minutos depois das três da tarde. Apesar de ser tão tarde, ainda conseguimos almoçar (um delicioso frango assado, à moda caseira, com arroz e feijão). A irmã Soledade estava ausente, dando assistência a sua mãe, no Nordeste, que contraíra dengue hemorrágica. Lá estavam, para dar apoio ao evento, as queridas missionárias Eliane e Cléia, da IMW Central de Petrópolis. E também a Missionária Lindalva, da IMW de Pequeri. O Pastor Edilton, SD do Distrito, juntamente com sua esposa Ingred, também estavam presentes. Ah, o Aspirante Eduardo, dirigente da IMW de Itabira; e o Presbítero Gerley, dirigente da IMW de S. Maria de Itabira, compareceram para abrilhantar a festa.

Por volta das 16 horas, saímos para o local do lançamento da Pedra Fundamental. O terreno que o Aspirante Izaquiel comprara, com recursos próprios, a cerca de três anos - no centro da cidade - foi adquirido dele, pelo FIW da Segunda Região, conforme promessa que fizéramos ao Asp Izaquiel, durante o processo de transição daquele trabalho para a Segunda Região. O ambiente já estava preparado para o culto solene, bem defronte ao terreno. Deus deu um intervalo no tempo chuvoso, e o povo compareceu. O prefeito Raul e o Vereador Joel, Presidente da Câmara, acompanhado de mais dois vereadores, estiveram do início ao fim, prestigiando o evento.

Causou-me profunda impressão, a presença do Executivo e do Legislativo do município, através dos seus representantes máximos. Deus me concedeu oportunidade para conversar bastante com os dois. Deste modo, fiquei sabendo pelo Prefeito Raul, que os "Calegari" tiveram um importante papel na construção do Município de Pequeri (inclusive, sua vice-prefeita se chama Itália Calegari). E a família wesleyana de Pequeri se fez presente, com dinamismo e determinação, do início ao fim do culto. Creio que naquele município está se desenvolvendo o embrião de uma grande IMW.

Esperança para Juiz de Fora

Ao término do culto em Pequeri, retornamos à casa do Aspirante Izaquiel, para um ligeiro café e um rápido descanso. Dali, seguimos em caravana (dois carros e um micro-ônibus), para participar do culto distrital, promovido pela IMW de Juiz de Fora, no auditório da Faculdade Grambery; que se realiza no primeiro sábado de cada mês, as 19 horas. Chegamos com algum atraso. E lá estava o querido irmão Wesley, que conheço desde rapazinho, dirigindo um abençoado momento de louvor, com o valioso apoio da famosa "Banda Rhema".

No púlpito já estavam presentes os pastores do Distrito: Carlos Martins (II igreja de Juiz de Fora), Antonio Campos (igreja de Barbacena), Edson Borges (igreja de S. João del Rey), Lusmar (igreja de Santana do Deserto) e Edilton (I igreja de Juiz de Fora), que preside o evento mensal. Sentimos a falta do Aspirante Izaque (igreja de Conselheiro Lafaiete), que se ausentou para dar apoio a sua querida mãe, que estava bastante enferma naquele dia. Após diversas participações, pude pregar a Palavra de Deus. Senti em meu espírito que houve um grande mover de Deus no lugar. Uma das colegas de classe, do Pastor Edilton, na Faculdade de Direito, recebeu a Jesus como Senhor e Salvador.

Após o culto distrital, tivemos a oportunidade de abraçar os diversos obreiros presentes. Foram também tiradas muitas fotos. Enquanto isso, alguns stands ofereciam livros de diversas editoras evangélicas; e uma cantina servia salgados e refrigerantes. Aproveitamos para saborear um misto quente com refrigerante, que nos abasteceu o suficiente para a viagem de regresso. Até a próxima postagem.

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário